İstanbul escort bayan sivas escort samsun escort bayan sakarya escort Muğla escort Mersin escort Escort malatya Escort konya Kocaeli Escort Kayseri Escort izmir escort bayan hatay bayan escort antep Escort bayan eskişehir escort bayan erzurum escort bayan elazığ escort diyarbakır escort escort bayan Çanakkale Bursa Escort bayan Balıkesir escort aydın Escort Antalya Escort ankara bayan escort Adana Escort bayan

More

    Juros do cartão de crédito rotativo recuam pelo segundo mês consecutivo

    Data:

    Pelo segundo mês consecutivo, a taxa média de juros do cartão de crédito rotativo teve uma redução para as famílias, passando de 419,3% ao ano em janeiro para 412,5% ao ano em fevereiro deste ano. A queda representa 6,8 pontos percentuais no mês e 7,9 pontos percentuais em 12 meses. Esses dados foram divulgados nesta terça-feira (2) pelo Banco Central (BC) por meio das Estatísticas Monetárias e de Crédito.

    ++“Custo da energia é uma das principais preocupações atuais do governo”, diz Haddad

    O crédito rotativo, que dura 30 dias, é utilizado pelo consumidor quando ele paga menos que o valor integral da fatura do cartão, contraindo assim um empréstimo e começando a pagar juros sobre o valor que não foi quitado.

    ++Programa Litígio Zero: Renegociação de dívidas com a Receita Federal começa hoje

    Embora seja a modalidade com as taxas mais altas do mercado, em janeiro deste ano entrou em vigor uma lei que limita os juros do rotativo a 100% do valor da dívida, em vez dos mais de 400% ao ano que eram cobrados anteriormente. No entanto, essa medida só se aplica a novos financiamentos, o que explica por que as estatísticas ainda mostram taxas elevadas.

    Após os 30 dias, as instituições financeiras parcelam a dívida do cartão de crédito. No caso do cartão parcelado, os juros diminuíram 3,3 pontos percentuais no mês e 7,3 pontos percentuais em 12 meses, ficando em 184,5% ao ano.

    Os juros praticados nas operações de cartão de crédito foram os que mais influenciaram a queda na taxa média de juros cobrada das famílias em fevereiro. Por outro lado, os juros do cheque especial tiveram um aumento de 6 pontos percentuais no mês e uma redução de 2,9 pontos percentuais em 12 meses, chegando a 131,8% ao ano.

    Considerando todas as modalidades de crédito com recursos livres para pessoas físicas, a taxa média de juros atingiu 52,5% ao ano, com uma diminuição mensal de 0,1 ponto percentual e de 6,0 pontos percentuais em 12 meses.

    Nas operações com empresas, a taxa média alcançou 21,4% ao ano, com uma queda mensal de 0,9 ponto percentual e de 2,4 pontos percentuais em relação ao mesmo período do ano anterior. Essa redução é atribuída principalmente às quedas mensais nas taxas médias das modalidades de desconto de duplicatas e outros recebíveis (1 ponto percentual), capital de giro com prazo superior a 365 dias (0,7 ponto percentual) e cartão de crédito rotativo (38,3 pontos percentuais).

    No total do crédito com recursos livres, considerando pessoas físicas e jurídicas, a taxa média de juros atingiu 40,2% ao ano em fevereiro, com uma diminuição de 0,3 ponto percentual no mês e de 3,8 pontos percentuais em 12 meses. Essa redução mensal se deve principalmente à efetiva diminuição das taxas de juros, com um pequeno efeito contrário na composição da carteira.

    No crédito direcionado, as taxas médias são definidas pelo governo e se destinam, principalmente, aos setores habitacional, rural, de infraestrutura e ao microcrédito. Em fevereiro, a taxa média para pessoas físicas foi de 9,4% ao ano, com uma redução de 0,3 ponto percentual no mês e de 0,8 ponto percentual em 12 meses. Para as empresas, a taxa caiu 0,3 ponto percentual no mês e 1 ponto percentual em 12 meses, ficando em 12,2% ao ano.

    Com isso, a taxa média de juros das concessões de crédito continua em declínio, atingindo 27,8% ao ano em fevereiro, com uma redução de 0,4 ponto percentual no mês e de 3,3 pontos percentuais em 12 meses. O pico dos juros aconteceu em maio do ano passado, quando chegou a 32,3% ao ano.

    Esse comportamento dos juros bancários médios ocorre em um momento em que a taxa básica de juros da economia, a Selic, também vem sendo reduzida. A Selic é o principal instrumento do BC para controlar a inflação e, com a queda dos preços, o BC já cortou a Selic por seis vezes consecutivas, estabelecendo-a em 10,75% ao ano pelo Comitê de Política Monetária (Copom).

    Não deixe de curtir nossa página  no Facebook   e também  no Instagram  para mais  notícias  do JETSS.

    - Publicidade -

    Mais Recentes