İstanbul escort bayan sivas escort samsun escort bayan sakarya escort Muğla escort Mersin escort Escort malatya Escort konya Kocaeli Escort Kayseri Escort izmir escort bayan hatay bayan escort antep Escort bayan eskişehir escort bayan erzurum escort bayan elazığ escort diyarbakır escort escort bayan Çanakkale Bursa Escort bayan Balıkesir escort aydın Escort Antalya Escort ankara bayan escort Adana Escort bayan

More

    Governo corta R$ 13 milhões do orçamento da Universidade Federal da Bahia para 2024; corte gera críticas 

    Data:

    A Universidade Federal da Bahia (UFBA) enfrenta um cenário preocupante com a redução de R$ 13 milhões em seu orçamento para 2024 por parte do Governo Federal, o que representa uma queda de 7% em relação ao ano anterior.

    ++PIB 2023: Agro impulsiona crescimento em 15,1%, mas economia desacelera no fim do ano, informa IBGE

     

    Essa diminuição, somada à defasagem orçamentária acumulada nos últimos anos, coloca em risco o desenvolvimento das atividades da instituição e impacta diretamente o futuro da educação e da pesquisa no Brasil.

    ++Concurso Caixa: Inscrições abertas para 4.000 vagas com salários até R$ 14.915,00

    Considerando a correção inflacionária, a perda de recursos é ainda maior, exigindo cerca de R$ 21,6 milhões adicionais apenas para manter o mesmo poder de compra do ano anterior.

    A UFBA não está sozinha. 

    O orçamento total das universidades federais foi cortado em R$ 310,3 milhões em 2024, evidenciando um descaso com o ensino superior público no país.

    Conforme o site Terra Brasil Notícias, o reitor da UFBA, Paulo Miguez, criticou a falta de investimentos e a incoerência do corte, especialmente em um momento de crescimento do orçamento do MEC. Ele destaca que as universidades são essenciais para o desenvolvimento do país e não podem ser abandonadas.

    “A defasagem orçamentária impõe à comunidade universitária, tanto na UFBA quanto em todo o país, continuar enfrentando sacrifícios”, afirma o reitor Paulo Miguez. “O corte é inexplicável, dado que muitos ministérios, incluindo o da Educação (MEC), viram seus orçamentos aumentarem neste ano. Portanto, é necessário que o MEC reorganize internamente seu orçamento, contemplando as universidades”, declarou Miguez.

    “As universidades representam a grande aposta de nossa sociedade em um futuro de conhecimento e liberdade, e por isso devem ser protegidas, e não abandonadas”, enfatiza o reitor.

    Em termos nominais, o orçamento de 2024 é inferior ao de 2014, mesmo com o aumento no número de alunos, cursos e infraestrutura da universidade. A defasagem se torna ainda mais evidente quando se considera a correção inflacionária, com uma perda de R$ 99 milhões desde 2016.

    Incerteza

    Apesar do aumento previsto para essa área, grande parte do investimento depende da abertura de crédito adicional pelo Governo Federal, o que gera insegurança quanto à sua aplicação.

    Não deixe de curtir nossa página no Facebook e também no Instagram para mais notícias do Jetss.

    - Publicidade -

    Mais Recentes