İstanbul escort bayan sivas escort samsun escort bayan sakarya escort Muğla escort Mersin escort Escort malatya Escort konya Kocaeli Escort Kayseri Escort izmir escort bayan hatay bayan escort antep Escort bayan eskişehir escort bayan erzurum escort bayan elazığ escort diyarbakır escort escort bayan Çanakkale Bursa Escort bayan Balıkesir escort aydın Escort Antalya Escort ankara bayan escort Adana Escort bayan

More

    Mais de 90 deputados pedem impeachment de Lula por críticas a Israel

    Data:

    A onda de críticas ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) por suas comparações entre as ações de Israel em Gaza e o regime nazista de Hitler ganhou força no Congresso Nacional, com mais de 90 deputados federais assinando um pedido de impeachment.

    ++Bolsonaro é intimado pela PF em investigação sobre golpe de Estado

    Os parlamentares argumentam que as declarações de Lula configuram crime de responsabilidade, previsto no Artigo 5º da Constituição Federal, por promover hostilidade contra uma nação estrangeira e colocar em risco a neutralidade e a segurança do Brasil.

    ++Deputados e senadores se mobilizam para ato Pró-Bolsonaro no próximo dia 25 de fevereiro na Paulista

    A deputada Carla Zambelli (PL-SP) foi uma das que se manifestaram contra as declarações do presidente. Em nota, ela classificou as falas de Lula como “injustificáveis, levianas e absurdas”, ressaltando que “nenhuma comparação é possível com o Holocausto, a maior tragédia da humanidade”. Zambelli também alertou para o risco de aumento do antissemitismo no Brasil em decorrência das declarações do presidente.

    O pedido de impeachment conta com o apoio de deputados de diversos estados e partidos, demonstrando a amplitude do descontentamento com a postura de Lula. Figuras como Marcelo Álvaro Antônio (PL-MG), Eros Biondini (PL-MG) e outros líderes políticos assinaram o documento, evidenciando a gravidade da situação e o clamor por responsabilização do presidente.

    O pedido de impeachment será analisado pelo presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), que decidirá se dará andamento ao processo. Caso o pedido seja aceito, será formada uma comissão especial para analisar as acusações e decidir se há motivos para o impeachment. Se a comissão emitir parecer favorável ao impeachment, o processo segue para o plenário da Câmara, onde os deputados votarão pela admissibilidade ou não da acusação.

    Não deixe de curtir nossa página no Facebook e também no Instagram para mais notícias do JETSS.

    - Publicidade -

    Mais Recentes