İstanbul escort bayan sivas escort samsun escort bayan sakarya escort Muğla escort Mersin escort Escort malatya Escort konya Kocaeli Escort Kayseri Escort izmir escort bayan hatay bayan escort antep Escort bayan eskişehir escort bayan erzurum escort bayan elazığ escort diyarbakır escort escort bayan Çanakkale Bursa Escort bayan Balıkesir escort aydın Escort Antalya Escort ankara bayan escort Adana Escort bayan

More

    Lula só atende petistas em agenda oficial no primeiro mês de 2024

    Data:

    A agenda oficial do presidente Lula no primeiro mês de 2024 revela um cenário preocupante, uma vez que o petista não se reuniu com nenhum senador e, entre os deputados, apenas dois representantes do PT: Rui Falcão (SP) e Rogério Correa (MG). 

    ++Abin culpa governo Lula pelos eventos de 8 de janeiro

    A escassez de encontros com o Congresso Nacional, somada à falta de diálogo com o principal articulador do governo, ministro Alexandre Padilha (Relações Institucionais), que teve apenas um encontro com o chefe no dia 16, evidencia uma relação fragilizada entre o Executivo e o Legislativo.

    ++PT rebate ex-presidente e exige ação legal por ataques à democracia: “Bolsonaro não se emenda”, disse Gleisi Hoffmann

    Segundo a coluna do jornalista Cláudio, apesar de discursos que pregam a importância do diálogo, a realidade demonstra o contrário. A medida provisória de Lula para ressuscitar impostos da folha de pagamento foi recebida com forte oposição no Congresso, com parlamentares ameaçando devolvê-la. O

    O veto de Lula a R$5,6 bilhões em emendas parlamentares de comissão também contribuiu para o clima de animosidade. A figura de Rui Falcão, ex-presidente do PT, surge como um elo solitário nesta conjuntura, representando a única ponte de diálogo entre o governo e o partido.

    A agenda de Lula no primeiro mês de 2024 parece estar focada em um único objetivo, reconstruir a relação com o Congresso Nacional. No entanto, a falta de encontros com parlamentares e a postura rígida em relação a medidas impopulares colocam em xeque o sucesso dessa estratégia. O governo precisa encontrar um caminho para o diálogo construtivo, reconhecendo a importância do Legislativo para a governabilidade do país.

     O cenário atual exige uma mudança de postura por parte do governo. A equipe de Lula precisa se abrir para o diálogo, buscando construir pontes com os diferentes partidos e correntes ideológicas presentes no Congresso. A aprovação de medidas importantes para o país, como a reforma tributária, depende da capacidade do governo de articular e negociar com o Legislativo.

    Agora, o sucesso da agenda de Lula para o restante do mandato dependerá da capacidade do governo de construir uma relação mais sólida com o Congresso Nacional. O diálogo franco e aberto, a busca por consenso e a disposição para ceder em alguns pontos são elementos essenciais para garantir a governabilidade e o avanço das reformas necessárias para o país.

    Não deixe de curtir nossa página no Facebook e também no Instagram para mais notícias do JETSS.

    - Publicidade -

    Mais Recentes