İstanbul escort bayan sivas escort samsun escort bayan sakarya escort Muğla escort Mersin escort Escort malatya Escort konya Kocaeli Escort Kayseri Escort izmir escort bayan hatay bayan escort antep Escort bayan eskişehir escort bayan erzurum escort bayan elazığ escort diyarbakır escort escort bayan Çanakkale Bursa Escort bayan Balıkesir escort aydın Escort Antalya Escort ankara bayan escort Adana Escort bayan

More

    Fim das saidinhas para presos: projeto é aprovado no Senado Federal, mas com ressalvas; entenda

    Data:

    A Comissão de Segurança Pública do Senado Federal aprovou nesta terça-feira (6) o projeto de lei que extingue as “saidinhas” de presos em feriados.

    ++Investimentos em Infraestrutura recuam no primeiro ano do Governo Lula, afirma consultoria

     O texto, relatado pelo senador Flávio Bolsonaro (PL-RJ), prevê algumas exceções, como a possibilidade de saída para atividades educacionais fora da prisão.

    ++No retorno aos trabalhos no Congresso Nacional, Lula pede diálogo entre os poderes

    “Acolhi a emenda do senador Moro que permite a autorização para estudar fora da unidade prisional a presos que não cometeram crime hediondo ou crime com violência, ou grave ameaça. O que é diferente das saídas em feriados, que estão sendo proibidas para todos os presos!”, afirmou o relator a CNN.

    Entre os pontos principais da aprovação estão: a extinção das saidinhas em feriados para todos os presos; Permissão para saída temporária de presos em regime semiaberto para atividades educacionais, como os que possuem o ensino médio e superior, os que fazem cursos profissionalizantes.

    Porém, o tempo de saída limitado ao necessário para as atividades, com exceções para a autorização de saída para estudar fora da prisão: presos que não cometeram crime hediondo, crime com violência ou grave ameaça.

    A nova medida se chama Lei Sargento PM Dias, em homenagem a policial assassinado por um foragido da saidinha de Natal de 2023.

    Porém algumas medidas ainda estão em debate, como: o exame criminológico para progressão de regime;  a boa conduta carcerária; e o indícios de baixa periculosidade.

    Já no que tange a utilização de tornozeleira eletrônica,  o novo projeto estipula em três novas situações: livramento condicional; execução da pena nos regimes aberto e semiaberto; e a restrição de direitos relativa à proibição de frequentar lugares específicos.

    Agora, o próximo passo do projeto é ele ser analisado na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). Entrar em votação no plenário do Senado. E no retorno à Câmara dos Deputados, entrar na análise das alterações feitas no Senado. E por fim, a sanção pela Presidência da República.

    A aprovação do projeto na Comissão de Segurança Pública representa um passo importante na discussão sobre o sistema prisional brasileiro. As medidas propostas visam a garantir a segurança da sociedade e, ao mesmo tempo, promover a ressocialização dos presos.

    Não deixe de curtir nossa página no Facebook e também no Instagram para mais notícias do JETSS.

    - Publicidade -

    Mais Recentes