More

    Tarcísio cede a bolsonaristas e acalma crise na Alesp

    Data:

    Em reunião com deputados bolsonaristas, o governador Tarcísio de Freitas (Republicanos) sinalizou, nessa segunda-feira (4), com aval a algumas das pautas dos parlamentares que têm manifestado insatisfação com o governo na Assembleia Legislativa (Alesp).

    ++Câmara aprova Dia da Consciência Negra, celebrado em 20 de novembro, como feriado nacional

    Horas antes do início da votação do projeto de privatização da Sabesp na Alesp, considerado o principal projeto do governo neste ano, os deputados estaduais Gil Diniz, Lucas Bove, Major Mecca e Tenente Coimbra, todos do PL, foram convidados pelo governador para uma conversa.

    ++Se for aprovado pelo Senado, Flávio Dino deve assumir vaga no STF com processos importantes

    O grupo havia anunciado a formação de uma bancada paralela na Casa para discutir projetos do governo de forma independente, por causa do que consideram uma “ingratidão” do governador em relação a quem apoiou sua eleição em 2022 e tem sido escanteado na gestão, seja na oferta de cargos na máquina, seja na liberação de emendas.

    Na conversa, Tarcísio se comprometeu a não enviar, ao menos em 2023, projeto de lei para aumentar a alíquota do Imposto Sobre Circulação de Mercadorias (ICMS) – medida vista como necessária pelo governo paulista diante das mudanças previstas pela reforma tributária.

    O governador também sinalizou que enviará à Alesp um projeto para regularizar as escolas cívico-militares, modelo defendido pelos bolsonaristas que foi descontinuado na esfera federal pelo governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

    “Reunião longa, porém importante. Nunca deixamos de apoiar as boas propostas do governo e não nos furtamos a criticar aquilo com o que eventualmente não estejamos de acordo. O importante é que, dialogando, conseguimos avanços em barrar o aumento de ICMS, no compromisso de valorização das nossas polícias e o empenho em multiplicar as escolas cívico-militares em SP”, afirmou Lucas Bove.

    Emendas extras

    Segundo auxiliares, Tarcísio também disse que liberaria ao grupo as emendas extras, que são distribuídas de acordo com critérios políticos, além das emendas impositivas, que são obrigatórias e distribuídas de forma igualitária.

    Conforme publicado pelo Metrópoles, os bolsonaristas reclamaram de não terem sido contemplados com as emendas prometidas a todos os deputados da base. No entanto, os quatro parlamentares que se reuniram na segunda-feira com Tarcísio já fizeram suas indicações, mesmo que o governo ainda não tenha feito os repasses.

    Não deixe de curtir nossa página no Facebook e também no Instagram para mais notícias do Jetss.

    - Publicidade -

    Mais Recentes