More

    Homem é preso suspeito de abusar e tratar as três filhas como esposas, em Caarapó (MS)

    Data:

    Um homem de 43 anos foi preso na noite deste domingo (2) por abusar s3xualmente das três filhas desde os 6 anos de idade. 

    ++ Casal é preso suspeito de sequestrar, abusar e manter em cárcere privado menina de 12 anos, no DF

    O caso aconteceu na cidade de Caarapó, na grande Dourados, distante cerca de 170 km de Ponta Porã (MS).

    Segundo a Delegacia de Atendimento à Mulher de Dourados, atualmente as meninas possuem entre 14 e 17 anos de idade. 

    ++ Culpa da harmonização facial? Stênio Garcia é internado com inflamação

    No boletim de ocorrência, elas relataram que o pai as tratava como esposas.

    Uma das vítimas ainda morava com o homem antes da prisão. Ela ainda tentou sair de casa, porém foi impedida pelo pai, relatou o policial. 

    Já a de 14 anos, relatou na delegacia que era abusada desde os seis anos de idade quando moravam juntos.

    A adolescente contou ainda, que sua irmã gêmea, que reside na cidade com o autor, ainda teria contado que sofre os mesmos estupros praticados pelo pai.

    A prisão do infrator aconteceu após a equipe da Polícia Civil de Caarapó contatar os investigadores da Seção de Investigações Gerais (SIG) que foram até a casa do suspeito e das outras vítimas. 

    Ao chegar na residência da jovem de 17 anos, que atualmente está casada, ela relatou que o pai a obrigava a manter rel4ções s3xuais com ela desde os 7 anos de idade e que tratava as filhas como suas próprias esposas.

    Segunda a vítima, que está grávida, o último abuso ocorreu há quatro meses e a polícia acredita que a paternidade seja provavelmente o autor.

    A vítima disse ainda que só saiu da casa do pai, porque a madrasta tinha ciúmes da relação dos dois e que a irmã mais nova implorava para ir embora com ela, o que não foi permitido pelo homem.  

    Preso, agora o suspeito ficará  à disposição da Justiça.

    Ele poderá responder criminalmente por estupro de vulnerável em continuidade delitiva com incidência de causa de aumento de pena pela ascendência e pelo resultado gravidez, ainda a ser esclarecido.

    Não deixe de curtir nossa página no Facebook e também no Instagram para mais notícias do JETSS.

    - Publicidade -

    Mais Recentes