Entretenimento, Cultura e Lazer

Após ser vacinado, é preciso continuar usando máscara? Saiba mais!

Com o avanço da vacinação em diversos países ao redor do mundo, nações como Estados Unidos e Israel relaxaram medidas de restrição para contenção do novo coronavírus, como a obrigatoriedade do uso de máscaras.

Contudo, segundo os dados do Ministério da Saúde, apenas cerca de 14% da população brasileira havia sido imunizada com as duas doses da vacina.

Apesar do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmar que desobrigaria o uso do item de proteção para os imunizados ou os que já tiveram a Covid-19, infectologistas apontam o contrário.

Em entrevista ao Metrópoles, a médica infectologista Ana Helena Germoglio afirmou: “A vacina previne a forma grave da doença e diminui as chances de óbito. Mesmo vacinada, uma pessoa pode ter a doença e ser um vetor de transmissão, então não é possível dispensar o uso de máscara mesmo após a vacinação”.

++ Pará confirma caso de “fungo preto” relacionado à Covid

Ela ressaltou que o momento é de grande circulação viral e que é necessário prevenir a reinfecção pelo novo coronavírus.

Alexandre Cunha, médico infectologista do Hospital Sírio libanês, completou: “Tanto os vacinados quanto aqueles que já foram infectados diminuem as chances de desenvolver a versão grave da doença, podendo desenvolver quadros leves e mesmo assintomáticos.”

Cunha reforçou que, ao dispensar o uso da máscaras, os imunizados colocam em risco os que ainda não foram vacinados.

“O indivíduo que não apresenta sintomas não se vê como um risco, mas pode ser um vetor de transmissão. A chance de infectar alguém não vacinado é grande, por isso é necessário seguir com o uso de máscaras e as medidas de distanciamento social”, afirmou.

Não deixe de curtir nossa página  no Facebook  e também no Instagram para mais notícias do JETSS