Entretenimento, Cultura e Lazer

Covid-19: vacina será liberada “no melhor tempo, no menor possível”, afirma diretor da Anvisa

Em entrevista coletiva na última segunda-feira (19), Antônio Barra Torres, diretor-presidente substituto da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), fez declarações sobre o prazo de liberação da vacina contra a Covid-19.  

++ Número de mortes pode duplicar antes da vacina contra a Covid-19 ficar disponível, alerta OMS

O profissional afirma que ela será disponibilizada na “melhor data”. “Qualquer um que hoje disser ‘dia tal estarei iniciando campanha de vacinação’ está se lançando num território extremamente perigoso”, declarou Torres.

“E com chances muito grandes de se desdizer num curto intervalo de tempo”, enfatizou o diretor-presidente substituto. O diretor fez as declarações em uma coletiva de imprensa sobre seus próximos passos dentro da Anvisa.

“Esta agência dará a resposta no melhor tempo, o menor possível, é claro, porque nós temos familiares, parentes, que já faleceram, por causa dessa doença. Nosso interesse é institucional e, é claro, pessoal”, concluiu Antônio Barra.

Ainda nesta segunda-feira (19), o governador de São Paulo, João Doria (PSDB) precisou se retratar sobre a data que havia dado para o começo da distribuição da CoronaVac, do Instituto Butantan. No último dia 30 de setembro, ele havia anunciado que a vacina estaria disponível a partir de 15 de dezembro.

Em entrevista coletiva no Palácio dos Bandeirantes, o diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, rebateu as informações do político. “As perspectivas são otimistas, mas não podemos dar data precisa de quando isso vai acontecer. Esperamos que até o final desse ano”, declarou.

A vacina que está em produção pelo Instituto Butantan em parceria ao laboratório chinês Sinovac, ainda não tem data para começar a ser distribuída a população. 

Não deixe de curtir nossa página no Facebook e também no Instagram para mais notícias do JETSS