Entretenimento, Cultura e Lazer

A aeronave seguia para Congonhas.

Entre os cinco mortos na queda do avião executivo em Cândido Mota, no interior de São Paulo, na noite deste domingo (3), está José Eduardo Ermírio de Moraes, de 30 anos, sobrinho-neto do empresário Antônio Ermírio de Moraes. José Eduardo era filho de José Ermírio de Moraes Neto, irmão de Antônio Ermírio.

A aeronave, que decolou de Maringá, caiu na zona rural de Cândido Mota, interior de São Paulo, na noite desse domingo (03.01). Além dos dois pilotos, Duda Moraes e sua noiva Leticia Piveta, que se casariam em junho, mais a mãe dela, Elizete Romagnoli Piveta Assunção, morreram no acidente que não deixou sobreviventes.

Letícia, que tinha feito aniversário na sexta-feira (1º), era noiva de José Eduardo. Os dois estavam de casamento marcado para junho deste ano.

Moradores da região relataram às autoridades que viram o avião passar muito próximo das casas e em seguida ouviram um “estrondo” muito forte. A queda foi no meio de uma plantação de soja.

Os bombeiros acreditam que o piloto tentou esvaziar o tanque antes da queda para evitar uma explosão, já que havia combustível espalhado na área. Testemunhas disseram ter visto o avião sobrevoar a região em círculos momentos antes da queda.