Entretenimento, Cultura e Lazer

Vacinas contra Covid-19 reduzem risco de hospitalizações, aponta estudo

Um estudo realizado na Escócia mostrou que a campanha de vacinação no país está reduzindo o risco de hospitalizações por Covid-19. (Foto: Pixabay)

Um estudo realizado na Escócia mostrou que a campanha de vacinação no país parece estar reduzindo acentuadamente o risco de hospitalizações por Covid-19. Nesta segunda-feira (22), as conclusões preliminares apontaram que as vacinas Pfizer/BioNtech e Oxford/AstraZeneca são altamente eficazes na prevenção dos casos graves.

++ Covid-19: Fiocruz recebe mais 2 milhões de doses da vacina de Oxford na próxima semana

O estudo foi feito com a população escocesa de 5,4 milhões de habitantes, mostraram que, quatro semanas após a primeira dose, as vacinas diminuíram as hospitalizações. A vacina da Pfizer diminuiu o risco em 85% e da AstraZeneca em 94%.

“Estes resultados são muito animadores e nos deram muitas razões para ser otimistas com o futuro”, declarou Aziz Sheikh, professor do Instituto Usher da Universidade de Edimburgo, um dos líderes do estudo. 

Segundo informações da CNN, o profissional alertou em entrevista coletiva que está animado com os resultados. “Estou muito esperançoso. Agora temos indícios nacionais de que a vacinação oferece proteção contra hospitalizações por Covid-19”, afirmou Aziz. 

++ Israel testa 2 remédios promissores contra a Covid-19; entenda

Os dados foram coletados entre 8 de dezembro e 15 de fevereiro. Pesquisadores explicaram que durante este período, 1,14 milhão de vacinas foram administradas e que 21% da população escocesa recebeu a primeira dose.

De acordo com as informações, o grupo de pessoas de mais de 80, que são considerados os mais vulneráveis ao Coronavírus, apresentaram uma redução de 81% no risco de hospitalizações após a quarta semana, quando receberam as duas doses da vacina.

Não deixe de curtir nossa página  no Facebook  e também no Instagram para mais notícias do JETSS.