Entretenimento, Cultura e Lazer

Vendas da Nike crescem 31% após propaganda com Colin Kaepernick

Nas últimas semanas, a Nike apresentou sua nova propaganda estrelada pelo zagueiro de futebol americano Colin Kaepernick. A campanha marca os 30 anos do slogan “Just Do It”.

++ Entenda por que alguns americanos estão boicotando a Nike

De início, alguns consumidores da marca não gostaram da nova campanha da Nike, tudo porque Colin Kaepernick é conhecido por protestar contra o racismo e a violência policial contra a população negra nos EUA. Tudo começou em 2016, quando Colin começou a ajoelhar-se durante o hino nacional antes de entrar em campo.

Mesmo com alguns internautas publicando nas redes sociais que iriam boicotar a Nike por escolher Colin Kaepernick para estrelar a nova campanha, a empresa recebeu em 24 horas mais de 43 milhões de dólares em exposição na mídia após a publicação da nova propaganda.

Além da exposição milionária que a Nike conseguiu com a polêmica envolvendo a campanha, as reações negativas iniciais foram muito menores do que a vasta reação positiva diante da campanha. Outro fator positivo é que as vendas online da empresa cresceram em 31% desde que o rosto de Colin Kaepernick foi ao ar.

Colin Kaepernick não joga na National Football League desde 2016 quando realizou uma queixa contra a NFL alegando que os proprietários conspiraram para mantê-lo fora da liga depois que ele se ajoelhou durante o hino nacional. O caso ainda será julgado, já que, segundo o Acordo de Negociação Coletiva da liga, as equipes e a NFL são proibidas de se reunir para privar um jogador de emprego. Enquanto isso, a Nike segue aumentando suas vendas por conta do jogador.

Não deixe de curtir nossa página no Facebook e também no Instagram para mais notícias do JETSS