Entretenimento, Cultura e Lazer

Bruna Linzmeyer desabafa sobre falta de representatividade lésbica na TV

Bruna Linzmeyer, de 29 anos, fez uma crítica direta sobre a falta de representatividade lésbica na televisão. Em entrvista à revista Glamour publicada nesta quinta-feira (16), a atriz enfatizou que é essencial abordar melhor o universo que diz respeito à essa população, assim como às pessoas trans e não binárias.

++ Eliezer revela detalhes de convite intimo feito por Viih Tube: “Fomos juntos”

Nós temos falado muito sobre gênero, mas existem outras pautas também que precisam ser discutidas, como a maternidade lésbica, saúde da mulher lésbica, entre outras. Ainda sinto muita falta de narrativas lésbicas, sapatrans, ou não bináries no mundo”, declarou ela.

++ Carol Castro sobre carreira fora da Globo: “Primeira vez que pude escolher”

Na conversa, Bruna Linzmeyer, que deu vida à Madelaine na primeira fase da novela Pantanal (TV Globo), ainda falou a importância que a relação com outra mulher e com a comunidade lésbica tem em sua vida. 

“Eu viro outra pessoa. Me sinto mais valorizada, me faz uma pessoa mais tranquila, mais engraçada, mais inteligente. Eu gosto de quem eu sou com as mulheres, não só com a Marta, mas entre amigas, ex-namoradas, ou com a comunidade sapatão mesmo. Faz muito sentido para mim quando estamos juntas”, disse.

Não deixe de curtir nossa página no Facebook e também no Instagram para mais notícias do Jetss.