Entretenimento, Cultura e Lazer

Fontenelle nega acusações de racismo: “Tive dois maridos negros”

Após se intimada a depor em um inquérito que apura um suposto crime de preconceito de raça, Antônia Fontenelle aproveitou sua participação no ‘Já é! Podcast’, desta semana para se defender das acusações. 

“Estão fazendo sensacionalismo com o meu nome, politicagem, sei lá o que é. Não vou ter medo, porque contra fatos não há argumentos. Se tem uma coisa que eu não sou é homofóbica, misógina. Tive dois maridos negros, tenho um filho negro, sabe? Noventa e oito por cento dos meus amigos são gays. Então pode falar o que quiser”, disse a atriz. 

++ Fernanda Keulla cogita doar prêmio do ‘BBB’ e causa espanto

Antônia Fontenelle é investigada pela Polícia Civil da Paraíba após usar termos xenofóbicos ao comentar as agressões de Dj Ivis contra a ex-esposa, Pamella Holanda. “Esses paraíbas fazem um pouquinho de sucesso e acham que pode tudo. Amanhã vou contactar as autoridades do Ceará para entender porque ele não foi preso”, comentou a atriz na época, que logo foi rebatida por Juliette, que a acusou de ter sido xenofóbica apontndo que as agressões nada tem haver com o estado ao qual ele pertence. 

Depois de ser criticada pelo uso do termo, Fontenelle se defendeu e afirmou que sua fala foi uma força de expressão: “Paraíba é força de expressão. Quem faz paraibada, como por exemplo bater em outra pessoa, esses machos que ganham uns trocados e acham que podem tudo”, explicou. Apesar da retratação, a atriz não se livrou da intimação e deve depor nesta sexta-feira (20), na 16ª DP, localizada na Barra da Tijuca (RJ). 

Não deixe de curtir nossa página  no Facebook  e também no Instagram para mais notícias do JETSS.