Entretenimento, Cultura e Lazer

Novo documento pode mudar disputa na herança de Gugu

Mais um documento surge e pode definir a disputa judicial da herança bilionária do apresentador Gugu Liberato. Uma doação de US$ 500 mil para que Rose Miriam se tornasse cidadã norte-americana. Para todo o processo, o apresentador precisou fazer além da doação um documento juramentado em que explica o motivo.

++ Record planeja homenagem para Gugu Liberato

“Tenho uma companheira de muitos anos, Rose Mirian Souza Di Matteo, que é mãe de nossos três filhos: João, Marina e Sofia”. O texto diz também: “presenteei US$ 555 mil da minha conta para uso pessoal da minha companheira”. No fim ele diz: “declaro que o que acima exposto é verdadeiro e correto, tanto quanto é do meu conhecimento, sob pena de perjúrio”. A defesa da médica apresentou o documento.

Rose luta na justiça para ter direito a 50% da herança estimada do apresentador. Em testamento, Gugu deixou 75% de seu patrimônio para os três filhos e o restante para cinco sobrinhos, sem mencionar a mãe de seus três filhos. Ela garante que eles viviam uma relação de união estável e que deveria herdar 50% do patrimônio.

Gugu tem um patrimônio estimado em mais de R$1 bilhão, entre imóveis e outros investimentos. Ele faleceu em novembro de 2019, vítima de um acidente doméstico em sua própria casa enquanto tentava consertar um ar-condicionado.

“Esse é o Santo Graal das provas. Ele declara neste documento, sob pena de cometer perjúrio, de que ela era sua companheira de longos anos”, disse o advogado Nelson Williams ao “Fantástico”.

Não deixe de curtir nossa página  no Facebook  e também no Instagram para mais notícias do JETSS