Entretenimento, Cultura e Lazer

Internautas criticam fotos de Giovanna Ewbank e Bruno Gagliasso na maternidade e hospital se explica

Após compartilharem fotos do recém-nascido Zyan diretamente do quarto da maternidade, Giovanna Ewbank e Bruno Gagliasso foram alvo de críticas na web.

++ Giovanna Ewbank e Bruno Gagliasso apresentam Zyan: “Que a nossa jornada seja linda”

A presença de um profissional para tirar fotos dos bebês que acabaram de nascer está  proibida em meio à pandemia do novo coronavírus, porém, Giovanna e Bruno marcaram uma fotógrafa nas fotos, o que gerou revolta dos internautas que foram até a página oficial do hospital reclamar.

Com centenas de comentários negativos de mães dizendo que não puderam fotografar seus bebês na maternidade, o hospital emitiu uma nota oficial publicada em seu Instagram.

“A Perinatal informa que sua política atual de não autorizar a presença de fotógrafos na sala de parto está mantida. Um gestor de uma de nossas unidades abriu uma exceção e autorizou a entrada de um fotógrafo que apresentou um teste negativo para COVID-19, o que está em desacordo com o nosso protocolo. O referido fato está sendo devidamente apurado para a adoção das devidas medidas disciplinares”, informa o Grupo Perinatal em comunicado divulgado na página oficial do Instagram.

"A Perinatal informa que sua política atual de não autorizar a presença de fotógrafos na sala de parto está mantida. Um gestor de uma de nossas unidades abriu uma exceção e autorizou a entrada de um fotógrafo que apresentou um teste negativo para COVID-19, o que está em desacordo com o nosso protocolo. O referido fato está sendo devidamente apurado para a adoção das devidas medidas disciplinares", informa o Grupo Perinatal em comunicado divulgado na página oficial do Instagram (Foto: Instagram/@grupo.perinatal)
“A Perinatal informa que sua política atual de não autorizar a presença de fotógrafos na sala de parto está mantida. Um gestor de uma de nossas unidades abriu uma exceção e autorizou a entrada de um fotógrafo que apresentou um teste negativo para COVID-19, o que está em desacordo com o nosso protocolo. O referido fato está sendo devidamente apurado para a adoção das devidas medidas disciplinares”, informa o Grupo Perinatal em comunicado divulgado na página oficial do Instagram (Foto: Instagram/@grupo.perinatal)

 

Internautas se manifestaram na última publicação feita pelo Grupo Perinatal na rede social. “Direitos iguais para todas as mães! Exceção pra uma famosa, que chacota né?”, disse uma seguidora. “Absurdo! Eu liguei dias antes do meu parto, para me certificar se já estava liberado e a reposta que tive foi: Não, devido a pandemia! Expliquei que seria minha irmã fotógrafa, que mora comigo, iria fazer as fotos e mesmo assim não liberaram. Meu marido, o acompanhante, que teve fazer as fotos no calor da emoção. E agora isso? Desrespeito!”, indignou-se outra.

“Absurdo, uma vergonha! Falta de respeito com todas as mães que ficaram sem seus registros, e conosco, fotógrafos”, declarou outra. A resposta do hospital para os comentários foi padrão. “Olá, boa noite. O nosso posicionamento sobre esse caso se encontra em nosso story”, disseram.

Não deixe de curtir nossa página  no Facebook  e também no Instagram para mais notícias do JETSS