Entretenimento, Cultura e Lazer

Jornalista processa Pyong Lee e pede R$ 1 milhão e meio

Gabriel Matos diretor de criação do site Buzzfeed se envolveu em algumas polêmicas com o ex-BBB Pyong Lee em abril deste ano.

++ Pyong Lee explica o próprio nome e semelhança com Jake

Primeiro, Gabriel disse que após a saída de Gizelly da casa, ele iria voltar a se dedicar ao seu hobby de zoar a família de Pyong. Depois ele publicou no tweet dizendo que estava “largado”, assim como o filho do coreano, fruto do seu relacionamento com Sammy Lee. O bebê nasceu enquanto o hipnólogo estava confinado no BBB20.

Primeiro, Gabriel disse que após a saída de Gizelly da casa, ele iria voltar a se dedicar ao seu hobby de zoar a família de Pyong (Foto: Reprodução)
(Foto: Reprodução)
Depois ele publicou no tweet dizendo que estava "largado", assim como o filho do coreano, fruto do seu relacionamento com Sammy Lee (Foto: Reprodução)
(Foto: Reprodução)

 

Em seguida, Pyong compartilhou em seu Twitter que iria tomar medidas legais contra mensagens de Gabriel. O funcionário do Buzzfeed passou a receber muitos ataques e decidiu entrar com um processo contra o ex-BBB. O publicitário o acusou de estimular ataques de ódio que causaram danos graves, tanto pessoal quanto financeiro, para ele.

E com as pessoas que estavam fazendo comentários maldosos (Foto: Reprodução)
(Foto: Reprodução)
Em seguida, Pyong compartilhou em seu Twitter que iria tomar medidas legais contra mensagens de Gabriel (Foto: Reprodução)
(Foto: Reprodução)

Gabriel disse que sua intenção sempre foi manter o tom humorístico em suas redes e que só estava reproduzindo memes que já circulavam na internet, mas que a reação do hipnólogo foi totalmente desproporcional e ele precisa se responsabilizar pelas ameaças que o comunicador vem sofrendo nas redes. No processo, o diretor do Buzzfeed pediu uma indenização de R$ 1 milhão e meio.

O juiz Marcelo Augusto Oliveira, responsável pelo caso, negou o pedido por entender que Pyong não incitou seus seguidores a atacarem o autor e apenas “não concordou com as mensagens postadas pelo autor [Matos] e exerceu seu livre direito de resposta”, além disso enfatizou que caso Gabriel queira processar individualmente as pessoas que o enviaram mensagens de ódio, é possível.

Não deixe de curtir nossa página no Facebook e também no Instagram para mais notícias do JETSS