Entretenimento, Cultura e Lazer

Ex-BBBs realizam live para celebrar 1 mês do fim do programa

Na noite desta quinta-feira (28), exatamente 1 mês após se tornar a campeã do BBB20, Thelma Assis realizou uma live com fãs e amigos de confinamento para comemorar a repercussão de sua participação marcante no reality show.

++ Thelma Assis fala sobre ataques na internet: ‘Em toda live, sofro algum tipo de injúria racial’

Para relembrar os momentos especiais que viveu na casa, a médica repetiu o vestido bordado azul que usou na final, quando se sagrou campeã da edição: “Coloquei meu vestido da final para essa ocasião especial, para falar com meus colegas de confinamento, então tinha que estar à altura”, explicou durante a transmissão.

 

Marcela Mc Gowan apareceu e quis saber qual foi a sensação que Thelminha teve ao escutar do apresentador Tiago Leifert que era dela o prêmio: “Parecia um sonho, Ma”.

“Você é a melhor parceira de balada da vida”, completou a ginecologista ao relembrar as noitadas dançantes com a médica.

“Meu momento especial foi na prova de resistência de 26 horas. Sou muito friorenta e a Ma ficou ali aquecendo meu braço”, destacou Thelminha. “Feliz por você, pelo seu sucesso e grata por tudo o que a gente viveu lá dentro, e o que você representa aqui fora”, emendou Marcela.

Gizelly Bicalho também entrou na conversa virtual e se emocionou ao falar da amizade delas. “Me tornei uma pessoa melhor. Obrigada por ter te conhecido. Deus colocou pessoas maravilhosas na minha vida”, declarou Gi.

“Esse aprendizado não foi só seu, foi meu também. Aprendemos e nos tornamos pessoas evoluídas. Agora é colher os frutos que merecemos. Dá orgulho ter feito parte disso”, retribuiu a campeã, que prometeu incluir Gizelly no grupo do “Quarto Céu”, com ela, Manu Gavassi e Rafa Kalimann.

Thelminha também perguntou como a advogada está lidando com a nova função de influenciadora digital. “Achava que advocacia era difícil, mas essa vida de influencer… Na última noite dormi só duas horas, é muito trabalho, a gente não está acostumada. É lidar com gente que ama e odeia. Receber amor é maravilhoso, mas quando recebe mensagem de ódio dá tristeza. São as dores e delícias de ser influencer”, avaliou.

Mesmo de repouso por conta de uma tendinite no joelho, Manu fez questão de participar e comentou a importância de terem sido autênticas, por isso o sucesso dentro e fora da casa: “A gente tem que ser real e a maior prova disso é que ficamos até a final. As pessoas gostam da gente pelo que a gente é, elas viram o nosso pior e o nosso melhor lá dentro, e gostam assim.”

“Mais do que ganhar o prêmio, não tem nada melhor do que ter saído com a consciência limpa. Não tem preço que pague a admiração e o respeito das pessoas”, disse Thelma, encerrando o papo, não sem antes dar aquela sambadinha.

Nessa noite de comemoração para a grande campeã, ela também matou a saudade de Pyong Lee, Rafa Kalimann, Babu Santana e Gabi Martins.

Não deixe de curtir nossa página  no Facebook  e também no Instagram para mais notícias do JETSS