Entretenimento, Cultura e Lazer

Angélica fala de maternidade e de programa em homenagem à filha

Neste domingo (10), dia das Mães, a apresentadora Angélica conversou com Tati Machado nas redes sociais da GNT sobre maternidade. Ela também aproveitou para falar do programa “Cartas para Eva”, nova atração que comanda no GNT. A ideia da produção é usar a ideia de escrever cartas para sua filha e chamar exemplos de mulheres fortes para falar sobre maternidade.

++ Angélica fala de rotina na quarentena

“Ela (Eva) está muito curiosa, eu mostrei um teaser para ela, não mostrei o programa inteiro, porque eu queria que fosse uma surpresa. O que eu quero com essa mensagem é fazer a gente lutar por um mundo mais igualitário onde essas meninas tenham mais voz, mais liberdade, que elas lutem para isso. Já começamos esse processo e espero que as próximas gerações não precisem ver o machismo e o patriarcado ditando o que elas devem fazer. Eu tenho dois filhos homens e quero que eles tenham liberdade para chorar, para sentir. E o machismo tira isso deles. É um movimento das mulheres para esses homens serem felizes também”, revelou a apresentadora.

Na manhã da data de dia das mães, Angélica acordou com o marido Luciano Huck e todos os filhos na cama com direito a vídeos e presentes para celebrar a data. “Já acordei chorando”, afirmou. Ela e o marido tem respeitado a quarentena de casa e feito o possível para lidar com as crianças.

“Eu me descobri como mulher. A maternidade me trouxe uma certeza e uma força que eu nunca pensei que eu tivesse, que eu tinha esse poder. Eu descobri que a coisa que eu melhor faço é ser mãe! Eu gosto muito da maternidade, eu aprendo todos os dias. Aprendi a brincar de novo, a me emocionar, a viver o agora mais com eles. Não consigo imaginar voltar aos meus 30 anos…”, explicou.

Não deixe de curtir nossa página no Facebook e também no Instagram para mais notícias do JETSS