More

    Serviços crescem 2,3% em 2023, impulsionados por fim de ano positivo, diz IBGE

    Data:

    Em 2023, os serviços no Brasil registraram um crescimento de 2,3%, marcando o terceiro ano consecutivo de expansão do setor. 

    ++Greve dos auditores Fiscais da Receita Federal é encerrada após aceitação do bônus progressivo

    Em dezembro do mesmo ano, houve um avanço de 0,3% no volume de serviços no Brasil, representando o segundo resultado positivo consecutivo.

    ++Governo Federal anuncia R$ 121,4 bilhões em investimentos para Minas Gerais

     O acumulado nos dois últimos meses de 2023 totalizou um avanço de 1,2%, contribuindo para recuperar parte da perda de 2,1% observada entre agosto e outubro.

    Comparado a dezembro de 2022, os serviços tiveram uma queda de 2,0%, o que representa o declínio mais acentuado desde janeiro de 2021, quando houve uma queda de 5,0%. 

    No acumulado dos últimos 12 meses, os serviços diminuíram seu ritmo de crescimento, passando de um declínio de 3,1% em novembro para 2,3% em dezembro de 2023.

    Esses dados foram divulgados na Pesquisa Mensal de Serviços (PMS) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), no Rio de Janeiro, nesta sexta-feira (9).

    A análise histórica mostra que, com o aumento de 0,3% em dezembro, o setor de serviços ficou 11,7% acima do nível pré-pandemia, em fevereiro de 2020, e 1,7% abaixo do ponto mais alto da série registrado em dezembro de 2022.

    De acordo com o IBGE, a última vez que o setor de serviços registrou crescimento por três anos consecutivos foi entre 2012 e 2014, com um ganho de 11,3%. No triênio atual, de 2021 a 2023, a evolução foi ainda mais significativa, com um avanço de 22,9%. O IBGE também destacou que o crescimento de 2,3% registrado em 2023 foi o menos intenso da sequência, com altas de 10,9% em 2021 e 8,3% em 2022.

    Rodrigo Lobo, gerente da pesquisa, explicou que em 2021 e 2022 houve a construção de uma base de comparação elevada, resultante tanto da retomada do setor após o período de isolamento durante a pandemia de COVID-19 quanto dos ganhos extraordinários dos segmentos de serviços de tecnologia da informação e transporte de cargas.

    Portanto, apresentar expansão sobre dois anos que cresceram substancialmente é considerado um feito relevante pelo IBGE.

    Não deixe de curtir nossa página no Facebook e também no Instagram para mais notícias do JETSS.

    - Publicidade -

    Mais Recentes