Depois de companhias aéreas, empresa de navios proíbe embarcar com Galaxy Note 7

O aparelho tem muitas reclamações de que suas baterias pegam fogo (Foto: Divulgação)

O aparelho tem muitas reclamações de que suas baterias pegam fogo (Foto: Divulgação)

Depois das companhias aéreas foi a vez do grupo de navios Royal Caribbean proibir os passageiros de embarcarem nos cruzeiros da marca com celulares Galaxy Note 7. A razão é porque o modelo teve diversos problemas com suas baterias pegando fogo e poderia ser um perigo na embarcação.

++ Maior hotel do mundo tem mais de 7.000 quartos e fica na Malásia

Após o início das reclamações,  a Samsung, empresa criadora do aparelho, já fez um recall de, pelo menos, 2,5 milhões de unidades e interrompeu sua fabricação.

Proibido desde o fim de outubro pelas companhias aéreas, a ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil) enviou a todas as companhias aéreas, em setembro, um ofício explicando os perigos do aparelho e recomendando que ele não fosse ligado nem tivesse sua bateria carregada dentro das aeronaves.

Não deixe de curtir nossa página no Facebook e também no Instagram para mais notícias do JETSS


Tags assigned to this article:
Viagem





Sem comentários

Escreva um comentário
Ainda sem comentários Você pode ser o primeiro a comentar este post!

Escreva um comentário

Seu e-mail não será exibido
Os campos obrigatórios estão marcados*

Últimas notícias