Entretenimento, Cultura e Lazer

O que é NFT e qual a relação com as criptomoedas de hoje em dia?

O mundo das criptomoedas, blockchain e NFTs está cada vez mais popular. E se você ainda não conhece, precisa saber mais sobre tudo que envolve esse universo. 

Essa digitalização de ativos está se provando ser muito benéfica para o meio digital, trazendo mais segurança para as transações e possibilitando novas formas de negociação.

Atualmente, os NFTs têm relação até mesmo com o registro de domínio de um site, algo importante e muito utilizado na web. Alguns endereços estão sendo vendidos como NFTs e o mercado está cada vez mais interessado nessas negociações.

Se você não entende muito bem sobre estes assuntos, vale a pena conhecer tudo que discutimos sobre NFT neste post para saber quais são os rumos do mercado com relação às criptomoedas e estes novos ativos digitais.

O que é NFT?

O NFT é uma sigla para Non-fungible Token ou Token não-fungível. Para entender melhor, podemos separar por partes: um objeto não fungível, por exemplo, é aquele em que não é possível fazer outro igual, pois ele é único. 

Portanto, ele não é como uma nota de R$10 que pode ser trocada por outra nota de mesmo valor ou duas notas de 5 reais. Algo não fungível é único, como um terreno ou uma obra de arte, pois nunca vai existir outra igual que terá o mesmo valor.

Isso significa que, se você faz uma troca de algo não fungível, o seu resultado nunca será o mesmo, porque o objeto não será igual. Pode até ser que eles tenham um valor em moeda iguais, mas não se garante, por exemplo, que eles terão a mesma valorização, já que não são a mesma coisa.

Já os Tokens não fungíveis são linhas de códigos registradas no blockchain que podem ser negociadas com criptomoedas. Em outras palavras, você pode comprar essa linha de código que representa algo não fungível, como uma obra de arte. 

Sendo assim, ter o registro de propriedade guardado em um local seguro como o Blockchain vai atestar que aquele arquivo te pertence e que qualquer reprodução do mesmo precisa da sua permissão.

Para que serve o NFT?

O NFT serve basicamente para atestar a originalidade de uma criação. Como o blockchain é uma rede muito segura para armazenamento de dados, o NFT surgiu como uma solução para criação de registro de propriedade de criações como artes digitais, pinturas, músicas, poemas e até registro de domínios.

Todos esses tipos de arquivos podem ser considerados ativos, então era preciso que existisse uma maneira de transformá-los em um código seguro registrado no blockchain que pudesse ser negociado na web de maneira fácil. 

Portanto, à medida que eles vão se valorizando, seus donos podem optar por vender ou continuar armazenando suas coleções de ativos. 

O mesmo aconteceria caso alguém decidisse colecionar obras de arte em casa, mas no caso dos NFTs, você possui uma rede de segurança de armazenamento, além de que seu ativo não se deteriora (por ser digital) e ainda possui maior facilidade nas negociações em caso de venda.

O que é Blockchain?

Blockchain é uma cadeia de blocos ou livro-razão compartilhado e imutável que registra e armazena transações de forma segura. Essa tecnologia está se provando ser cada vez mais valiosa como solução para o armazenamento de dados e criou um ecossistema muito interessante que envolve os NFTs e as criptomoedas.

Alguns dos grandes benefícios do blockchain são a sua incapacidade de ser alterado e sua transparência. Nele é possível que todas as transações fiquem registradas, mas nenhum detalhe seja alterado, já que que ele funciona com toda a rede de computadores interligada.

O blockchain permite que qualquer item de valor seja rastreado e negociado dentro da rede, o que pode reduzir os riscos e os custos para todas as partes envolvidas no processo. Além das criptomoedas e NFTs, alguns blockchains já implementam a execução de contratos inteligentes para ajudar empresas em suas negociações.

O que são Criptomoedas?

A criptomoeda é uma moeda digital descentralizada que não depende de um governo. Ela tem sua origem no blockchain e pode ser negociada em corretoras de criptomoedas como ativos digitais. A criptomoeda mais famosa do mundo é a Bitcoin, a primeira a surgir no mercado de finanças descentralizadas.

A ideia da criação das criptomoedas é ter um sistema financeiro que não se prejudica tanto com as crises dos países, tanto que a Bitcoin é resultado da crise financeira americana de 2008. 

De lá para cá a moeda já se valorizou muito e tem brilhado os olhos dos investidores, tanto pelo seu poder de valorização, quanto pelos benefícios que traz consigo, como o surgimento do blockchain, NFTs e contratos inteligentes.

Algumas empresas já até mesmo consideraram receber pagamentos em Bitcoin, mas atualmente ainda não há muito desenvolvimento. No entanto, El Salvador já é um país que faz testes com o Bitcoin adotando o criptoativo como uma moeda oficial.

Para que você possa entender melhor qual a relação entre os NFTs e as criptomoedas, nós seguiremos falando um pouco mais sobre elas. 

Como conseguir criptomoedas

As criptomoedas são moedas de troca, assim como o real ou o dólar. A diferença se dá no fato de que elas não são controladas por nenhum país, por serem descentralizadas. Mas aí fica a pergunta: quem emite essas criptomoedas?

Esses criptoativos fungíveis são emitidos por meio de mineração, que é um processo do blockchain e podem ser negociados em corretoras de criptomoedas. Essas são as duas maneiras de conseguir criptomoedas, vamos ver como elas funcionam?

Mineração de criptomoedas 

O blockchain é formado por um bloco de informações que precisam ser validadas por todos os computadores. Quando uma transação é feita e validada por todos, ela fica esperando sua entrada no bloco dentro do chamado “pool de mineração”. 

Na próxima etapa, um computador precisa procurar as informações no pool e “organizá-las” em bloco que vai entrar na cadeia.

Essa é uma operação extremamente complexa que somente computadores muito potentes conseguem realizar. Por isso, não é um processo tão simples que você pode fazer no seu notebook, mas quando um bloco é formado, o computador recebe uma recompensa em criptomoeda pelo seu trabalho. 

Viu que não é para a qualquer um, não é mesmo? Mas existe outra forma de ter criptomoedas: comprando! Muitas pessoas recebem criptomoedas de mineração e negociam e por isso é possível comprar e vender esses ativos em corretoras.

Comprando criptomoedas

Algumas criptomoedas possuem um valor muito alto, como a Bitcoin, enquanto outras podem ser compradas com menos de R$20. Independente do valor, você pode ter um pedacinho de uma criptomoeda graças às corretoras. Portanto, você não vai precisar comprar uma moeda inteira para ter um pouco deste criptoativo em seus investimentos.

Para comprar criptomoedas o processo é simples. Basta abrir conta em alguma corretora, transferir dinheiro e fazer suas operações. Em poucos minutos você pode ser dono das suas primeiras moedas virtuais, seja qual for o seu objetivo com elas. Aliás, para que isso serve mesmo?

Para que eu preciso comprar criptomoedas?

Precisar você não precisa! Ainda é possível comprar o seu pão ou ir ao cinema sem ter que pagar com Bitcoin, mas será que não seria bom investir em uma criptomoeda para proteger o seu patrimônio da inflação do seu país? Ou diversificar a sua carteira de investimentos? 

As criptomoedas possuem diversos fins e é interessante pensar em como ela se valoriza ao longo do tempo e como isso pode ser benéfico. Mesmo que não se saiba ao certo o seu futuro, é bom já começar a pensar o que esses criptoativos podem fazer no mercado, não é mesmo?

Mas qual a relação entre os NFTs e as criptomoedas? É isso que nós te explicamos agora!

Qual a relação entre NFT e Criptomoedas?

Os NFTs atualmente são negociados em criptomoedas. Se você for um artista e quiser vender um NFT, você vai receber em criptoativo. 

Já se você quiser comprar um NFT, vai ter que comprar criptomoedas para negociar o seu token. Se você quiser comprar o registro de domínio de um site .ETH ou de outra criptomoeda, você também vai precisar ter a moeda digital para fazer a troca. 

Como os NFTs são negociados em criptomoedas, os artistas também podem receber em cripto e terem seu trabalho mais valorizado com este sistema. 

Imagina receber pela sua obra uma moeda que tende a se valorizar todos os dias. Sem dúvidas, o processo de comercialização das NFTs tem valorizado muito o mercado artístico e por isso é importante que os profissionais aprendam como ganhar dinheiro com NFT, seja fazendo ou comprando para revender.

Ganhar dinheiro com NFT

Para ganhar dinheiro com uma NFT existem dois caminhos: ou você cria a sua e vende ou você compra uma e revende. Seja qual for, você precisa entender um pouco mais sobre a obra, saber sobre sua escassez e outros detalhes que vão dizer se ela é realmente valiosa ou não.

Para você ter uma ideia da dimensão deste mercado, a cervejaria Budweiser fez o registro de domínio do endereço beer.eth e gastou muito dinheiro com isso. Pode ser que este domínio não valha muito agora, mas em pouco tempo um endereço simples como o nome “cerveja” em inglês pode ser um dos mais buscados desse nicho, o que vai trazer muitos retornos para a empresa que investiu.

Da mesma forma que a Budweiser fez, você pode fazer o registro de domínio de alguns endereços ou comprar uma obra de arte em forma de gif, imagem, música ou texto para revender mais tarde. 

Para tal, é só dar um Google que você encontra dezenas de histórias de investidores que compraram NFTs muito baratas e hoje estão lucrando com sua revenda, simplesmente porque souberam esperar.

Como criar sua NFT

Para quem é artista, as NFTs podem ser ainda mais lucrativas. Basta que você crie uma arte, transforme-a em NFT e coloque à venda nos sites que comercializam este tipo de ativo. Mas atenção, não é qualquer coisa que vai vender e por qualquer valor, então você precisa realmente fazer um bom trabalho para conseguir um bom dinheiro.

A ideia é que o artista não seja ganancioso, pelo menos no começo. Se você é fotógrafo, por exemplo, transformar seu trabalho em NFT pode ser uma forma de comercializá-lo e vender para pessoas que apoiam o seu trabalho, mesmo que ele não tenha chances de valer muito mais no futuro. 

Não precisa ser tudo sobre ativos que ganham valor com o tempo. O seu trabalho e seu nome também serão importantes para dizer o quanto as suas primeiras artes valerão no futuro, então é importante pensar na qualidade antes de sair fazendo qualquer coisa somente para ganhar criptomoedas.

Os tipos de NFT e como criar

Como nos já falamos, NFTs podem ser GIFs, desenhos, colagens, fotografias, poemas, músicas, domínio e muito mais. Alguns dos NFTs mais famosos são até mesmo coleção de cartas em que algumas são mais raras e podem valer milhões.

O processo de criação é simples, da mesma forma como você faria qualquer obra digital. Antes que se torne um token, o arquivo pode ser algo normal, como um PNG, JPG OU MP3.

Depois de criado o arquivo, você terá que criar uma carteira de criptomoedas, comprar um pouco de criptomoeda para converter em token e colocar a sua NFT à venda. Quer saber como? Nós te explicamos!

Como vender sua NFT

Na web existe um marketplace de NFTs onde ficam expostas aquelas que estão à venda, bem como as que já foram negociadas para que você conheça o mercado. 

Um dos marketplaces mais famosos de NFTs é o OpenSea, então vale a pena você checar o site e conhecer mais sobre as NFTs que estão sendo negociadas por lá.

Esse não é o nosso foco aqui, mas fica uma ideia para o nosso próximo papo. Deu para entender um pouco sobre a relação entre NFTs e criptomoedas? Vamos fazer um resumo!

Conclusão 

As NFTs são tokens não fungíveis utilizados para abrigar artes digitais e até mesmo o registro de domínio de um site. Com as criptomoedas mineiradas no blockchain você pode criar a sua NFT e até mesmo comprar NFTs de outros criadores para ter na sua coleção ou até utilizar como ativo que se valoriza para vender mais tarde.

O mercado de criptomoedas, NFTs e o próprio blockchain ainda vão fazer muito barulho pelos benefícios que trazem, já que possuem segurança, transparência e dão a possibilidade de armazenamento de dados e finanças descentralizadas. 

Gostou de saber sobre o assunto? Acha que NFTs podem ser um novo caminho para valorização dos artistas? Compartilhe este post com seus amigos e não deixe de nos acompanhar para saber mais sobre este novo universo.