Entretenimento, Cultura e Lazer

As Séries Mais Influentes Do Momento

A atriz Olivia Colman interpretou a Rainha Elizabeth nas recentes temporadas de grande sucesso de 'The Crown' (Foto: Divulgação)
A atriz Olivia Colman interpretou a Rainha Elizabeth nas recentes temporadas de grande sucesso de ‘The Crown’ (Foto: Divulgação)

Olivia Colman consagrou-se ao entrar para o elenco da série The Crown no papel da rainha Elizabeth II durante a terceira e quarta temporadas da série.

Na primeira temporada da série, o foco ficou no inicio do reinado de Elizabeth II e a monarca foi interpretada pela atriz Claire Foy. A trama se passou até a década de 50 e agora para o novo ano, Foy retorna para o papel e a série deverá continuar onde o primeiro ano parou e continuar por mais uma década, até o ano de 1964.

O sucesso de público e crítica em The Crown, também impulsionaram um aumento exponencial pelo nome da Rainha Elizabeth II nos sites de buscas mundiais.

Em pesquisa conduzida pela Betway, site de roleta online, podemos observar um aumento de 433% nos termos procurados por ‘Rainha Elizabeth II’ já a partir da quarta temporada, comprovando que o sucesso da trama ultrapassa a indústria do entretenimento tornando-se  uma influência sócio-comportamental.

Em um mundo cada vez mais globalizado e conectado, é certo que séries de grandes sucessos como é o caso de “The Crown” e “Gambito Da Rainha” tonam-se invariavelmente assuntos de grande procura através dos meios digitais levando muitas vezes a debates e re-leituras de grandes acontecimentos da história.

‘The Crown’, a série histórica e biográfica sobre a realeza britânica que já conta com quatro temporadas na Netflix, conseguiu justamente este feito.

A série impacta não só a forma como nos vestimos, mas também a forma como os britânicos veem a família real hoje em dia.

The Crown se destaca por mostrar os dramas dos integrantes da monarquia, como intrigas, paixões e os bastidores de acontecimentos que moldaram a segunda metade do século XX. Ao acompanhar a série, conhecemos a mulher e a rainha, com suas preocupações ora sobre o casamento ora sobre os rumos políticos da nação.

A quarta temporada recebeu um índice de aprovação de 96% do Rotten Tomatoes com base em 72 comentários, com uma classificação média de 8,74/10. Seu consenso crítico diz: “Quaisquer liberdades históricas que The Crown tomar em sua quarta temporada são facilmente perdoadas graças ao poder absoluto de suas performances – particularmente a imponente visão de Gillian Anderson sobre A Dama de Ferro e a encarnação da recém-chegada Emma Corrin da jovem princesa Diana”. No Metacritic, a temporada detém uma pontuação de 85 de 100 com base em 25 críticos, indicando “aclamação universal”.

Dentre os muitos detalhes que chamam atenção na trama, destacam-se, além das atuações, os figurinos, os objetos e os ambientes de época. Um prato cheio para quem gosta de mergulhar na história. Não à toa, The Crown já é considerada uma das séries mais caras da história, com orçamento de US$ 130 milhões para a primeira temporada.