Entretenimento, Cultura e Lazer

Normas ABNT para Trabalhos Acadêmicos – Dicas de como aplicar na prática

A ABNT é a Associação Brasileira de Normas Técnicas, uma das grandes vilãs para os estudantes de graduação e pós-graduação, mas não deveria. Ela serve para ajudar a padronizar todos os textos, trabalhos científicos e trabalhos acadêmicos, e aqui daremos dicas sobre como aplicar as regras na prática. (Foto: Divulgação)
A ABNT é a Associação Brasileira de Normas Técnicas, uma das grandes vilãs para os estudantes de graduação e pós-graduação, mas não deveria. Ela serve para ajudar a padronizar todos os textos, trabalhos científicos e trabalhos acadêmicos, e aqui daremos dicas sobre como aplicar as regras na prática. (Foto: Divulgação)

Caso você seja um estudante cursando o ensino médio, é provável que já tenha ouvido falar da ABNT. Para os estudantes de faculdade, essa suposição é quase certa, e na pós-graduação a Associação Brasileira de Normas Técnicas já se tornou uma velha conhecida de todos os alunos. Neste texto, separamos algumas ótimas dicas para orientar você sobre como seguir as normas da ABNT para seus trabalhos acadêmicos na prática. Confira!

Afinal, o que é a ABNT?

A ABNT é uma sigla que representa uma associação com fins não-lucrativos cuja principal função é padronizar as regras de formatação e outros tipos de padronizações importantes para todos os tipos de trabalhos e publicações técnicas, não se limitando a trabalhos acadêmicos ou científicos. Entretanto, o primeiro (e muitas vezes o único) contato que as pessoas comuns têm com a ABNT é através das regras que deve seguir na hora de criar e entregar seus trabalhos de escola, faculdade ou pós-graduação.

A entidade foi fundada em 1940, pelo governo federal através de vários instrumentos legais diversos regidos pela constituição vigente na época. Além de todas as normas técnicas e científicas de publicação de materiais e estudos, a ABNT também é responsável por programas de rotulagem ambiental e certificação de produtos, realizando este importante trabalho desde 1950. Até alguns veículos de notícias chegam a seguir as normas ABNT.

Por que é importante que meu trabalho siga as normas da ABNT?

Da mesma forma que é importante que estabeleçamos uma série de padrões e normas para nos comunicarmos com clareza e eficiência em português ou em qualquer idioma, também é necessário que se apliquem rígidos padrões e normas para viabilizar um progresso orgânico e transparente do conhecimento científico. E como na escola, na faculdade e em qualquer curso nós estamos nos preparando para o ambiente acadêmico-científico ou aprendendo como o mesmo funciona, as normas da ABNT são indispensáveis.

Aí você pode argumentar: “Mas meu trabalho poderia ser entendido por qualquer um que saiba ler em português mesmo sem seguir nenhuma norma da ABNT”. É verdade, mas qual seria o limite disso? Será que seria bom ler um trabalho científico em Comic Sans? Ou com uma fonte de tamanho enorme e margens desproporcionais? E as citações…imagina se cada cientista ou acadêmico pudesse incluir as ideias de outros autores da maneira que bem quisesse ao seu texto… concorda que seria uma bagunça completa? Isso sem importar o tema do seu trabalho. Vale dizer também que praticamente todos os países do mundo têm seu próprio órgão de controle de padronização e normas técnicas, tal como a ABNT.

As principais normas da ABNT

Se engana quem pensa que a ABNT tem apenas uma norma ou um único conjunto de normas que rege todos os documentos. Não, pois a associação funciona com uma série de normas, representadas por 3 letras e 5 números, acompanhada do ano em que foi instituída ou atualizada pela última vez, com ambas informações separadas por uma barra.

Veja alguns exemplos das normas mais importantes: a NBR 14724 / 2011 e a NBR 15287 / 2011. Estas são as normas que regem os trabalhos acadêmicos e os projetos de pesquisa, respectivamente. Ainda teríamos mais algumas dezenas de normas que poderíamos relacionar aqui, entre algumas específicas para citações, artigos impressos, artigos online, normas específicas para como construir o índice ou até o resumo do seu trabalho.

NBR 14724 / 2011 – A norma que rege os trabalhos acadêmicos é vinculante a todas as teses, monografias, dissertações, etc. A ideia é definir como deverá o aluno apresentar este trabalho à instituição de ensino que esteja examinando ou simplesmente recebendo o material.

NBR 15287 / 2011 – Quando falamos em projetos de pesquisa, esta é a norma que dita todas as regras e padrões que devem ser seguidos. A diferença de um projeto de pesquisa para um trabalho acadêmico, é que o projeto é exatamente o que diz o nome: algo inacabado, que serve apenas como uma ideia do que você deseja estudar. Geralmente é solicitado como forma de filtro para ingresso em cursos de pós-graduação ou pesquisa acadêmica, como mestrado, doutorado ou pós-doutorado.

Pontos importantes sobre as normas ABNT

Apesar de a ABNT apresentar ao público diversas normas bastante específicas e complexas até certo ponto, nossa ideia aqui é facilitar. Para isso, fizemos um apanhado abaixo com as principais normas da ABNT aplicadas na prática, para que você não tenha que comprar trabalhos acadêmicos. Veja abaixo:

Margens e configurações de página

Sabe a opção de “Configurações de Página” ou “Layout de Página” no Word? É lá onde você define o tamanho das suas margens e configurações de impressão do seu documento. Em qualquer trabalho acadêmico ou pré-projetos de pesquisa, você deve manter as margens como 3 centímetros para a parte superior e esquerda, com 2cm de margem para a parte inferior e da direita. Além disso, mantenha sempre o tipo de papel em A4, nos tamanhos de 21cm de largura por 29,7cm de altura.

Parágrafos e alinhamento

Na opção de “Parágrafos”,  também no MS Word, você deverá ajustar algumas configurações de alinhamento e espaçamento entre os caracteres. O padrão de alinhamento deve ser “justificado”, com todo o texto se mantendo rente às margens. O recuo da esquerda e da direita deve ser de 0cm, porém, o recuo da primeira linha deve ter valor de 1,25cm. O espaçamento entre linhas deve ser de 1,5.

Elementos textuais, pré-textuais e pós-textuais

Caso ouça falar destes termos em algum momento, não se desespere, pois é bastante fácil de entende-los. Quando falamos do “texto” relativo ao trabalho acadêmico – ou seja, aos elementos textuais – estamos nos referindo a todo o teor do trabalho a partir do primeiro título ou linha realmente escrita do trabalho. O que vem antes é pré-textual e depois, pós-textual.

Como assim antes e depois? Simples. O que vem antes são aquelas coisas que estamos acostumados a ver antes de qualquer livro: a capa, o índice, a folha de rosto, um resumo, os agradecimentos e a dedicatória, etc. E o que vem depois então? O que costumamos ver no final dos livros: as referências, os anexos, o glossário e um apêndice. Mas atenção: alguns elementos não-textuais são opcionais, enquanto outros são obrigatórios.