Entretenimento, Cultura e Lazer

Estudo aponta que 73% dos pacientes de Covid apresentam sintomas após a infecção

Um estudo da Universidade Stanford, nos Estados Unidos, surgere que a maioria dos pacientes com casos moderados ou graves de Covid-19 tinha pelo menos um sintoma de longo prazo.

Foram revisados 45 estudos publicados com mais de 9,7 mil pacientes e descobriram que quase 3/4 das pessoas continuaram a sofrer sintomas mesmo depois do fim da infecção ou de receberem alta do hospital.

Os pacientes lidaram com sintomas por cerca de 60 dias a seis meses. O prosseguimento dos sintomas tem sido chamada de Covid longa ou persistente.

++ Organização Pan-Americana de Saúde alerta para alta de casos e óbitos pela Covid na América Latina

As pesquisas mostraram que cerca de 73% dos infectados relataram experimentar pelo menos um sintoma de longo prazo. O mais comum era fadiga ou exaustão, relato por cerca de 40% das pessoas. Outros 36% apontaram ter falta de ar, 29,4% relataram ter distúrbios do sono e cerca de 25% disseram apresentar dificuldades de concentração, enquanto 11% perderam o paladar.

A equipe do estudo segeriu que os médicos devem continuar acompanhando os pacientes para que possam aconselhar e tratá-los melhor em caso de Covid persistente.

Não deixe de curtir nossa página  no Facebook  e também no Instagram para mais notícias do JETSS