Entretenimento, Cultura e Lazer

Que país europeu é um paraíso de paz e sem ocorrência de crimes contra a vida?

Jardins em Oslo, capital da Noruega (Foto: Elisa Guarneros / Pexels)
Jardins em Oslo, capital da Noruega (Foto: Elisa Guarneros / Pexels)

Adivinhou, quem pensou na Noruega! Com uma população de cerca de 5,1 milhões e ostentando o título de melhor nação do mundo para se viver, o país possui altos índices de escolaridade, tanto para crianças quanto para adultos. Estima-se que uma criança que acabe de nascer no país, estude por pelo menos 17,5 anos.

Ao longo deste ano, o país ainda não registrou nenhum assassinato. Nos últimos sete anos nunca houve um período tão longo sem a ocorrência de um único crime deste tipo. Nos últimos anos foram registrados entre quatro e oito crimes deste tipo durante os primeiros três meses do ano, sendo que estes geralmente ocorrem durante os primeiros dias de um novo ano.

Vibeke Schei Syversen, chefe do Serviço Nacional de Investigação Criminal, declarou: “Até agora não registramos nenhum assassinato em 2021. Podem haver muitos motivos para isso, as restrições da pandemia podem ser uma das muitas explicações”.

Em termos relativos, há poucos assassinatos na Noruega, sendo que a tendência nos últimos anos tem sido de um número baixo e estável. Mesmo assim, nos últimos sete anos nunca houve um período tão longo sem um único assassinato registrado. As informações estão de acordo com as estatísticas que continuamente atualizamos.

“Temos poucos assassinatos na Noruega todos os anos, e esses números são muito baixos. Entretanto, ainda é muito cedo para tirarmos qualquer conclusão depois de um período de tempo tão curto. Mas é claro que é muito positivo”, disse Syversen.

++ França ultrapassa mais de 50.000 novos casos de covid-19 nas últimas 24 horas

Vibeke Ottesen, da Universidade de Oslo, que já fez várias pesquisas sobre crimes letais e é especialista em violência doméstica e mortes, acredita que a situação incomum se deve à pandemia. “É um pouco como prender a respiração, mas é uma boa notícia”. Ainda assim, a investigadora ressalva que podem haver casos ocultos de assassinatos, especialmente quando a violência é contra crianças muito pequenas.

“Esta é a categoria de homicídios com os maiores números ocultos na Noruega. Isolar famílias com crianças pequenas, que estão lutando financeiramente, aumenta o risco de violência e abuso contra crianças”, alerta Ottesen.

A especialista sugere que o resultado positivo até agora obtido, pode mudar à medida que as pessoas forem sendo vacinadas e a sociedade reabrir. Muitas mulheres terão novamente a oportunidade social e financeira de deixar os seus companheiros abusivos, e este é o cenário em que ocorre a maioria dos crimes violentos, explicou Ottesen.

“Quando a reabertura acontecer lentamente e as diferenças se tornarem aparentes, os contrastes irão aparecer. Enquanto alguns irão voltar ao trabalho, outros irão perdê-lo. Essas são condições são ideais para desencadear assassinatos“, considera.

É por tais razões que os especialistas preferem não tirar conclusões precipitadas, sobre a criminalidade no país.

Curta nossa página no Facebook e também no Instagram para mais notícias do JETSS