Entretenimento, Cultura e Lazer

Mulher é presa por suposto envolvimento na morte de ganhador da Mega-Sena

No último domingo (18), a Guarda Civil Municipal (GCM) de Santa Bárbara d’Oeste, divulgou a prisão da segunda suspeita de participar do assassinato de Jonas Lucas Alves Dias, o ganhador da Mega-Sena de 2020.

Segundo informações da GCM, a mulher, identificada como Rebeca, tem 24 anos e estava vivendo em situação de rua. Ela teria cedido sua conta bancária para que os criminosos pudessem fazer o pix do dinheiro roubado da vítima.

++  Cantor Roger Moreira culpa menina de 11 anos por 2ª gravidez após abuso e causa polêmica

A polícia também prendeu Rogério Espíndola, outro suspeito do envolvimento. Em depoimento, ele negou qualquer tipo de participação no crime. Até o momento, dois homens ainda seguem foragidos.

Entenda o caso

Jonas Lucas, de 55 anos, foi encontrado com sinais de espancamento, na rodovia dos Bandeirantes. O homem, que foi o ganhador do prêmio de R$ 47,1 milhões da Mega-Sena, foi levado a um hospital, mas acabou não resistindo e faleceu. A morte foi atestada como traumatismo craniano encefálico.

++ Poliana Rocha ironiza após ser chamada de chifruda: “Chifre de ouro”

Segundo a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP-SP), Jonas estava desaparecido há um dia. O homem teve cerca de R$ 20 mil retirados de sua conta. Além disso, o cartão de débito da vítima também foi levado pelos criminosos.

De acordo informações divulgadas, o caso foi registrado como extorsão seguida de morte e segue sendo investigado pela delegacia de Hortolândia, com apoio da Deic de Piracicaba.

Não deixe de curtir nossa página no Facebook e também no Instagram para mais notícias do Jetss