Entretenimento, Cultura e Lazer

Covid-19: Fiocruz vai entregar menos doses da vacina que o previsto em abril

Segundo a Fiocruz, a entregas das vacinas de Oxford-AstraZeneca foram afetadas devido a complexidade da implantação da produção. (Foto: Unsplash)
Segundo a Fiocruz, a entregas das vacinas de Oxford-AstraZeneca foram afetadas devido a complexidade da implantação da produção. (Foto: Unsplash)

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) divulgou na última terça-feira (23) que entregará 18,8 milhões de doses da vacina Oxford-AstraZeneca em abril. O número é 11,2 milhões a menos do que a previsão inicial para o mês, que seria de 30 milhões de doses.

++ Globo volta a paralisar gravações de novelas por conta da alta de Covid-19

Segundo a empresa, o cronograma de entregas das vacinas para o Programa Nacional de Imunizações (PNI), do Ministério da Saúde, foi afetado por ser uma nova tecnologia e por conta da complexidade da implantação da produção. 

Estava previsto inicialmente a produção de 1 milhão de doses por dia em abril, no entanto, os números mudaram. No mês de março, o cronograma de entregas prevê 3,9 milhões de doses da vacina Oxford-AstraZeneca; 18,8 milhões em abril; 21,5 milhões em maio; 34,2 milhões em junho e, fechando o primeiro semestre, 22 milhões em julho. 

De acordo com a Agência Brasil, com a produção nacional de insumos do imunizante, a Fiocruz prevê a produção de 110 milhões de doses no segundo semestre.

O Brasil alcançou um número histórico de perdas durante a pandemia na última terça-feira (23) com 3.251 mortes e a marca de 82 mil infecções, em apenas 24 horas. 

Até o momento, a pandemia de Covid-19 provocou mais de 298 mil mortes de óbitos no Brasil, como consequência dos mais 12 milhões de casos de infecção.

Não deixe de curtir nossa página no Facebook e também no Instagram para mais notícias do JETSS.