Entretenimento, Cultura e Lazer

Primeira vacinada do Brasil recebe segunda dose

Vacina contra Covid-19 (Foto: Unsplash)
Vacina contra Covid-19 (Foto: Unsplash)

Durante a tarde desta sexta-feira (12), o governo do estado de São Paulo iniciou a segunda fase do plano de imunização contra a Covid-19. A vacina utilizada é a CoronaVac, produzida através de uma parceria entre o Instituto Butantan e a farmacêutica chinesa Sinovac. 

A enfermeira Mônica Calazans se tornou a primeira pessoa a receber tanto a segunda quanto a primeira dose do imunizante. Antes da aplicação, ela fez um apelo: “Eu estou aqui por uma classe, pois sou enfermeira e tenho muito orgulho da minha profissão. Quero deixar claro que não sou atriz, sou enfermeira. Eu não estou atuando. No momento com tantas mortes não existe atuação teatral, é uma realidade que todos nós estamos vivendo”. 

++ Descubra quem serão os participantes de “Ilhados”, o novo reality show de Anitta

Até 31 de janeiro, o Brasil já havia vacinado 2 milhões de pessoas. (Foto: Pixabay)
Até 31 de janeiro, o Brasil já havia vacinado 2 milhões de pessoas. (Foto: Pixabay)

Mônica revelou que sofreu ataques virtuais após ter recebido a vacina contra o novo coronavírus no dia 17 de janeiro. “Ao invés de me atacarem com piadinhas como fizeram, me respeitem como profissional, eu estou na linha de frente desde o início cuidando de pacientes graves. Antes de falar de mim, respeite e veja minha história. Eu fiz isso pelos brasileiros, tomei a vacina do Butantan com muito orgulho e falo, com a boca cheia, é a vacina de São Paulo, é a vacina do Brasil, e o que estávamos esperando realmente para sairmos dessa prisão que todos nós estamos vivendo”, desabafou a profissional.

O governo de São Paulo começou nesta sexta (12)  a aplicar a segunda dose da vacina em todos os profissionais de saúde que foram imunizados no mês passado. Ao todo, foram aplicadas 1,3 milhões de doses do imunizante. 

Não deixe de curtir nossa página  no Facebook  e também no Instagram para mais notícias do JETSS