Entretenimento, Cultura e Lazer

Máscara, caneta própria e distanciamento social: tire as suas dúvidas sobre as Eleições

As eleições municipais acontecem em um momento único no Brasil. A pandemia do coronavírus resultou em mudanças em todo o processo que precisam ser entendidas com atenção.

++ Eleições: 70% da geração Z se informa sobre os candidatos nas redes sociais

As eleições acontecem no dia 15 de novembro, e no dia 29 nos lugares onde houver segundo turno, e duas horas mais cedo: das 7h às 17h. No horário inicial, até as 10h, a preferência é para os idosos, por conta da pandemia.


Para evitar a contaminação e as filas, a Justiça Eleitoral reforçou o 
treinamento dos 128 mil mesários que trabalharão nas eleições.


Confira algumas regras das eleições este ano:

  • É preciso manter distanciamento social de 1 metro dentro da seção eleitoral;
  • O eleitor não precisa mais entregar o documento para o mesário, deve apenas apresentá-lo;
  • O mesário fala o nome do eleitor em voz alta para o colega ao lado, que procura os dados no caderno de votação;
  • O mesário orienta o eleitor a dar 2 passos atrás para fazer a validação da identidade;
  • O eleitor retira a máscara para que o mesário compare o rosto à foto da identidade;
  • O eleitor deve assinar o caderno de votação com a sua própria caneta (se esquecer, pode usar uma emprestada);
  • Após o consentimento da presidente da mesa, a urna é liberada. Mas antes, é preciso higienizar as mãos.

O eleitor só deverá retirar a máscara no momento de validar a identidade. Quem chegar à seção eleitoral sem o acessório não poderá votar. Além disso, é recomendado levar anotado os números dos candidatos e a sua própria caneta.

Na votação, outro pedido do TRE é não levar acompanhante. E os eleitores que estiverem fora da cidade onde votam vão poder justificar a ausência pelo aplicativo e-Título, que é gratuito.

Não deixe de curtir nossa página  no Facebook  e também no Instagram para mais notícias do JETSS