Entretenimento, Cultura e Lazer

Luciano Huck revela desejo de liderar uma geração

Não é novidade para ninguém que o apresentador Luciano Huck pode ser candidato a presidência. Até 2018, ele chegou a dar respostas evasivas até o prazo final, mas acabou não se candidatando e votando no presidente Jair Bolsonaro no segundo turno. Em reunião do Conselho Político e Social (Cops) da Associação Comercial de São Paulo, disse querer contribuir de alguma forma e não descartou ser candidato.

++ Luciano Huck sai em defesa de Neymar e é criticado nas redes

“Eu quero mobilizar, liderar, fomentar uma geração para que a gente participe ativamente das transformações que o Brasil precisa. Ninguém vai entregar isso de graça para a gente. Sobre a questão da coragem (de se candidatar), estou aqui, não é? Estou aqui conversando sobre temas que não são óbvios para mim, como energia, reformas. Tenho estômago para ouvir opiniões diversas, para estar em cena num momento tão delicado do país. Neste momento, estou sentado aqui como cidadão ativo, que está no debate público”, explicou.

No evento, Huck falou em evitar a “fulanização” do debate. Ele também lembrou que 2020 é ano de eleições municipais, que são a maior necessidade do foco do debate público agora. “A demonização da política e a não-harmonia entre Poderes estão ligadas à questão da liderança. Precisamos de uma liderança que concilie e dialogue, e não que assopre brasa com discursos sectários. Precisamos retomar o diálogo.”

Não deixe de curtir nossa página  no Facebook  e também no Instagram para mais notícias do JETSS