Entretenimento, Cultura e Lazer

Anitta explica mudança de posicionamento em relação a política e Bolsonaro

Em 2018, a cantora Anitta preferiu não apoiar e nem se opor a ninguém. Sua postura acabou sendo confundida com um apoio ao então candidato Jair Bolsonaro, alvo do movimento “Ele Não”. Só que desde 2019, o presidente do Brasil é alvo frequente de críticas da artista. Por que será?

++ Lexa diz que é ‘campeã dos nudes’ em grupo com Anitta, Sonza e MC Rebecca

“Tinha 25 anos e vim de uma origem completamente humilde, e gente como nós, no Brasil, tem praticamente zero instrução política. Não me sinto envergonhada, mas não iria dar voz a algo que não entendia”, explicou a cantora ao Notícias da TV. Em 2018, ela explicou que não apoiava Bolsonaro e manteve a postura de não se envolver na campanha. Mas o que mudou? “De que adiantaria eu subir uma hashtag, sumir e nunca mais tocar no assunto? […] A longo prazo, consigo fazer com que meu público se engaje e aprenda a buscar informação”, revelou.

Desde então, Anitta tem procurado se informar e falar mais sobre política. A amiga Gabriela Prioli, ex-comentarista da CNN, surgiu como uma parceira intelectual desta jornada. Nos últimos dias, Anitta cobrou o presidente do Brasil sobre a queimada no Pantanal. Vale lembrar que até o Google muda por causa da “poderosa”.

Não deixe de curtir nossa página  no Facebook  e também no Instagram para mais notícias do JETSS