Entretenimento, Cultura e Lazer

Regina Duarte é processada por declaração sobre ditadura

Mesmo após sair da Secretaria de Cultura e ser substituída pelo ator Mário Frias, Regina Duarte ainda não teve paz. Segundo o Notícias da TV, do Uol, a jornalista Lygia Jobim resolveu processar a atriz por ter relativizado crimes da ditadura na polêmica entrevista que concedeu à CNN.

++ Betty Faria defende Regina Duarte

“Não há liberdade de expressão que abarque a apologia a crimes. É um acinte a todos os que foram afetados pela violência”, declarou na ação, que tramita no Rio de Janeiro e se estende também ao Ministério do Turismo, que abriga a secretaria de cultura. A jornalista, que pede uma indenização de R$ 70 mil, teve o pai, o diplomata José Jobim, torturado e morto pelo regime.

Na época, Regina minimizou os crimes ocorridos na época da ditadura militar e, segundo o jornalista Léo Dias, seus seguranças teriam tentado coagir jornalistas.

“As ofensas apontadas atingem objetivamente toda a memória do Sr. José Jobim, torturado e morto durante o período ditatorial no Brasil”, criticou Carlos Nicodemus, advogado da jornalista. Regina ainda não se posicionou a respeito. Ela chegou a ser cogitada para assumir a direção da Cinemateca, mas a hipótese foi descartada. Atualmente, ela não anunciou novos trabalhos.

Não deixe de curtir nossa página  no Facebook  e também no Instagram para mais notícias do JETSS.