Entretenimento, Cultura e Lazer

Amores proibidos e diversidade: relembre as novelas escritas por Gloria Perez

Amores improváveis, muitas lágrimas, temas polêmicos, causas sociais, diferentes culturas e bordões inesquecíveis! Esses são só alguns dos ingredientes das novelas escritas por Gloria Perez! A autora vem emocionando gerações com suas histórias que ocupam o horário nobre e passam para as nossas conversas do dia a dia. Relembre, na galeria acima, as principais novelas escritas pela Gloria e se divirta com os personagens que marcaram época.

++ “Éramos Seis” e outras novelas baseadas em livros

Barriga de aluguel (1990)
Na trama acompanhamos o sonho do casal Ana (Cassia Kis) e Zeca (Victor Fasano) em ter um filho. Juntos decidem contratar Clara (Cláudia Abreu) como mãe de aluguel, já que Ana não consegue engravidar. Contudo, a situação começa a complicar, já que Clara mantém a barriga de aluguel em segredo de sua família e de seu namorado, além disso, um sentimento de amor surge entre ela e Zeca. Com o passar dos capítulos, Ana começou a sentir falta da gestação e as duas mulheres acabam entrando em conflito pela maternidade do neném. A novela foi responsável por popularizar o tema da inseminação artificial e levantar questionamentos e debates sobre o assunto no Brasil.

Explode coração (1995)
Prometidos em casamento quando crianças, os ciganos Dara (Tereza Seiblitz) e Igor (Ricardo Macchi) deveriam se casar quando forem adultos. Porém, a vida dos dois muda muito com o passar dos anos, e Dara não deseja seguir as tradições ciganas de sua família. Ela faz cursinho escondida da família e pretende prestar o vestibular. Para complicar a situação ela acaba se apaixonando pelo empresário Júlio Falcão (Edson Celulari), que conheceu na internet. A novela falou sobre as relações virtuais lá em 95, prevendo como as pessoas poderiam se comunicar através da internet. O universo cigano também foi um dos temas principais, mostrando a cultura, a vida e história do povo cigano.

O Clone (2001)
O amor impossível entre a muçulmana Jade (Giovanna Antonelli) e o brasileiro Lucas (Murilo Benício) foi um dos maiores sucessos da nossa dramaturgia, inclusive fora do Brasil, sendo uma das novelas brasileiras de maior sucesso lá fora. Na trama, acompanhamos Jade tentando e Lucas enfrentando barreiras culturais, sociais e do próprio tempo para ficarem juntos. A novela ainda abordou a dependência química com profundidade e trouxe a discussão a respeito da clonagem humana, em contraponto com os sentimentos dos personagens da trama, como o cientista Albieri (Juca de Oliveira), que clona seu afilhado, Diogo (Murilo Benício), irmão gêmeo de Lucas.

América (2005)
Narrando o sonho de Sol (Deborah Secco) em se mudar para os Estados Unidos, a novela mostrou o lado sombrio do Sonho Americano e mostrou como é feita a travessia ilegal aos EUA através da fronteira do México. Além disso, acompanhamos a história de amor entre Sol e Tião (Murilo Benício), um rapaz que sonhava em ser campeão de rodeios. A novela também contou com a história de amor entre Júnior (Bruno Gagliasso) e Zeca (Erom Cordeiro) que mobilizou o país, porém teve o beijo dos dois censurado no último capítulo.
Outro casal que movimentou o Brasil foi Neuta (Eliane Giardini) e Dinho (Murilo Rosa), que mantiveram um romance em segredo durante toda a trama, devido aos receios da viúva.

Caminho das Índias (2009)
A trama teve início com a história de amor entre Maya (Juliana Paes) e Bahuan (Márcio Garcia), dois jovens indianos de castas sociais diferentes que acabam se apaixonando. Porém, o amor entre eles não dá certo, e Maya é forçada a se casar com Raj (Rodrigo Lombardi), também membro de uma casta alta. Entre amores e desencontros, o triângulo amoroso serviu de base para mostrar o contraste entre a cultura brasileira e a indiana. “Caminho das Índias” foi a primeira novela brasileira a ganhar um prêmio Emmy Internacional.

Salve Jorge (2012)
A trama abordou o tráfico internacional de pessoas, contando como a jovem Morena (Nanda Costa), moradora do Complexo do Alemão, no Rio de Janeiro, foi enganada com uma falsa proposta de trabalho na Turquia, quando verdade estava sendo escravizada por Lívia Marine (Claudia Raia) e seus capangas. Ao ser traficada, Morena acabou se separando de Theo (Rodrigo Lombardi), seu grande amor. Durante a novela também acompanhamos a caçada da delegada Heloisa (Giovanna Antonelli) para desmantelar o esquema do tráfico de pessoas.

A Força do Querer (2017)
Um dos maiores sucessos do horário atualmente, a novela contou com um trio de protagonistas fortes, como Ritinha (Isis Valverde), uma jovem que acredita ser uma sereia e não gosta de viver presa a nada nem ninguém. Na trama ela acaba em um triângulo amoroso envolvendo Zeca (Marco Pigossi) e Ruy (Fiuk), mas no final prefere ficar sozinha como sereia. Outra trama que movimentou “A Força do Querer” foi a história de amor entre Caio (Rodrigo Lombardi) e Bibi (Juliana Paes), que possuem visões diferentes sobre o amor. Bibi acaba se envolvendo com Rubinho (Emílio Dantas), um rapaz que entra para o tráfico de drogas. De forma gradativa a própria Bibi entra para o mundo do crime e se torna a Bibi Perigosa, que aprontou muito ao longo da novela. Para encerrar o trio de protagonistas, conhecemos Jeiza (Paolla Oliveira), uma policial que sonhava em ser lutadora no MMA. Ela acaba se envolvendo com Caio e Zeca, dando ainda mais emoção para as viradas para a novela. Porém, um dos personagens com a história mais emocionante foi Ivan (Carol Duarte), um homem trans que mostrou em detalhes e profundida a vida das pessoas transgênero e todas as dificuldades que superações que precisam passar durante a vida.

Não deixe de curtir nossa página no Facebook e também no Instagram para mais notícias do JETSS