Entretenimento, Cultura e Lazer

Projeto dá a mulher agredida no exterior o direito de ser julgada pela lei brasileira

Foi divulgado pela Câmara dos Deputados nesta terça-feira (4) o Projeto de Lei 1982/19 que altera a Lei Maria da Penha (11.340/06) para permitir que mulheres brasileiras vítimas de violência doméstica no exterior possam optar por serem julgadas pela lei brasileira. O texto prevê ainda que poderá o juiz responsável pelo processo autorizar a mulher e os filhos, se houver, o direito de retornar ao Brasil até a sentença final.

“Assim, a mãe brasileira, com seus filhos, poderá exercer seus direitos no Brasil até definição pelo Poder Judiciário, ao invés de ficar totalmente vulnerável em terras estrangeiras”, explica a deputada Leandre (PV-PR), autora do projeto.

Tramitação
O projeto será analisado conclusivamente pelas comissões de Defesa dos Direitos da Mulher e de Constituição e Justiça e de Cidadania nos próximos meses e se aprovado, permitirá que diversas mulheres que sofrem abusos e violência doméstica em terras estrageiras tenham o mesmo acesso a uma maior proteção de seus direitos humanos através da Lei Maria da Penha mesmo estando morando em países onde as respectivas leis nacionais de proteção à mulher ainda são pouco desenvolvidas e eficazes.