Entretenimento, Cultura e Lazer

Após resgate em 2018, Luisa Mell mostra antes e depois da ursa Marsha: “Emocionante”

Em setembro de 2018, Luisa Mell emocionou milhares de pessoas quando resgatou a “ursa mais triste do mundo”, conhecida como Marsha.

++ Emocionante: Luisa Mell resgata ‘ursa mais triste do mundo’

A equipe formada por biólogos, veterinários e ativistas resgataram a ursa Marsha do Parque Zoobotânico em Teresina e a levaram para um santuário no estado de São Paulo construído pela equipe de Luisa Mell.

Nesta terça-feira (04), 8 meses depois do resgate, Luisa Mell usou seu Instagram para compartilhar como a ursa está hoje em dia e emocionou seus seguidores.

“Faz 8 meses que nossa ursinha Rowena, antes chamada de Marsha, chegou ao Rancho dos Gnomos. Em um ambiente adequado, sem o calor constante do local onde vivia, com alimentação adequada e muito amor, não é preciso descrever a diferença em sua aparência ou saúde, apenas mostrá-la para que qualquer pessoa perceba o quanto ela mudou e melhorou no clima frio das montanhas”, disse Luisa.

A protetora falou ainda sobre outros dois ursos que ela tenta resgatar e não consegue: “Infelizmente, mesmo com o laudo favorável do Ibama para a transferência dos ursos Katia e Dimas para SP, o @santuariocanindece comandado pela Igreja, ainda não os liberou para que possam, como a Marsha, terem condições melhores de vida. O recinto deles por aqui, com mais de 1000 metros, piscina com água potável e tudo o que todas as normas internacionais recomendam, continua vazio. Continuamos tentando.”, finalizou.

View this post on Instagram

Faz 8 meses que nossa ursinha Rowena, antes chamada de Marsha, chegou ao Rancho dos Gnomos. Em um ambiente adequado, sem o calor constante do local onde vivia, com alimentação adequada e muito amor, não é preciso descrever a diferença em sua aparência ou saúde, apenas mostrá-la para que qualquer pessoa perceba o quanto ela mudou e melhorou no clima frio das montanhas. Infelizmente, mesmo com o laudo favorável do Ibama para a transferência dos ursos Katia e Dimas para SP, o @santuariocanindece comandado pela Igreja, ainda não os liberou para que possam, como a Marsha, terem condições melhores de vida. O recinto deles por aqui, com mais de 1000 metros, piscina com água potável e tudo o que todas as normas internacionais recomendam, continua vazio. Continuamos tentando.

A post shared by Luisa mell (@luisamell) on

O caso da ursa Marsha ganhou repercussão em novembro de 2017 quando uma petição online pedia a transferência dela, alegando que a permanência do animal no Piauí seria prejudicial à saúde devido às altas temperaturas. O movimento ganhou adesão de artistas nacionais.

Em sua nova casa, a ursa ganhou um espaço enorme, incluindo uma piscina exclusiva, além de quarto, brinquedos e muito cuidado.

Não deixe de curtir nossa página no Facebook e também no Instagram para mais notícias do JETSS