Entretenimento, Cultura e Lazer

Galvão Bueno lamenta morte de sobrevivente de acidente aéreo da Chapecoense, Rafel Henzel

 

Rafael Henzel, um dos sobreviventes do acidente aéreo da Chapecoense, em 2016, faleceu na noite desta terça-feira (26), aos 45 anos, após sofrer um infarto fulminante.

++ Jornalista que sobreviveu ao acidente da Chapecoense, morre após infarto

Galvão Bueno lamentou o ocorrido e prestou sua homenagem ao companheiro de profissão, um dos seis sobreviventes do acidente aéreo com o avião da Chapecoense em 2016.

Galvão compartilhou um vídeo de um encontro com Rafael e se disse arrasado: “Me sinto arrasado!! Muito triste!! Vivi intensamente o terrível desastre do voo da Chape!! Perdi muitos amigos!! Ganhei muitos outros!! Mudei muitos conceitos!! Rafael, sem dúvida vc teve uma missão especial neste mundo terreno!! Que Deus te receba como vc merece e que abençoe e dê forças a sua família. Saudades!!”, escreveu.

https://www.instagram.com/p/Bvgs-tHgh1V/

Os fãs do narrador e do jornalista morto, deixaram suas condolências na publicação de Galvão. “Que triste @galvaobueno . Eu comprei o livro em que ele conta a experiência de sobreviver a tragédia. VIVA COMO SE ESTIVESSE DE PARTIDA.. Me emocionei várias vezes. Tenho certeza que ele viveu com muita intensidade”, escreveu uma seguidora. “Eu conheci ele semana passada aqui em Bilbao na Espanha. Estou estudando aqui e por coincidência ele veio pro lançamento de um documentário sobre a Chape. Tivemos uma boa prosa sobre futebol. Fica a gratidão pela oportunidade de tê-lo conhecido!”, contou um internauta.

Glenda Kozlowski, jornalista da Globo, manifestou seus sentimentos mesmo sem ter conhecido o jornalista pessoalmente. “Rafael Henzel era tipo herói sabe? Aquele que venceu o bicho papão, o lobo mau, a mula sem cabeça! Olhar pra ele, era olhar para tantos amigos especiais que se foram naquele acidente de avião da Chapecoense. Era como se ele pudesse trazer os meninos de volta! Era olhar pra esperança! Era olhar pro amor que temos no esporte que mesmo depois de um trauma tão severo, continuamos firmes! Estou arrasada! Chocada! Logo jogando futebol? Como assim? Deus sabe o que faz! A vida é um sopro! E 2019 chegou para dar aquela chacoalhada! É hoje! É agora! Meus sentimentos aos familiares!”, disse.

O jornalista foi uma das seis vítimas que sobreviveram no acidente aéreo que causou a morte de 71 pessoas no voo que levava a delegação da Chapecoense para a Colômbia para a disputa da final da Copa Sul-Americana, no fim de novembro de 2016.

Rafael Henzel estava jogando bola com os amigos na cidade de Chapecó, onde vivia, quando passou mal e teve que ser levado às pressas ao hospital mais próximo, mas acabou não resistiu. O jornalista deixa esposa e filho.

Não deixe de curtir nossa página no Facebook e também no Instagram para mais notícias do JETSS