Entretenimento, Cultura e Lazer

Ônibus lilás vai acolher mulheres vítimas de assédio no Carnaval de SP

 

Nos últimos anos, o Carnaval de São Paulo se tornou um dos maiores do Brasil. Pensando em uma maior segurança para as mulheres, e Prefeitura da Capital pretende ajudar as mulheres vítimas de assédio durante a folia.

++ Carnaval em São Paulo: 10 bloquinhos para curtir com as crianças

Um ônibus lilás estará a postos em blocos com maior concentração de foliões, para prestar acolhimento gratuito a mulheres vítimas de assédio, ou seja, mulheres que se sentirem importunadas ou assediadas durante o pré-Carnaval e Carnaval de São Paulo.

O ônibus conta com uma equipe especializada com assistentes sociais, psicólogos e advogados, que irão realizar o atendimento necessário e específico para cada vítima. Caso a mulher se sinta assediada por algum homem no bloco, basta ir até o ônibus lilás para prestar queixa. Se ela souber identificar o agressor, guardas irão até o bloquinho buscá-lo e levá-lo para a delegacia.

Caso a mulher não queria dizer quem é o assediador, é importante fazer a denúncia de assédio mesmo assim, porque a prefeitura vai registrar o caso em um banco de dados para buscar soluções que diminuam o assédio no Carnaval da cidade.

O ônibus lilás, coordenado pelo movimento Coordenação de Políticas Públicas para Mulheres e com apoio da Guarda Civil Metropolitana (GCM), estará presente das 15h às 20h nos seguintes locais: sábado, 23, no Largo da Batata com a Faria Lima; dias 2 e 3 de março, na Praça da República e nos dias 4 e 5 de março, na Avenida Tiradentes com a Rua Ribeiro de Lima.

De acordo com a Prefeitura de São Paulo, a operação durante os dias de festa será de acolhimento, conscientização e, caso seja necessário, será realizado o encaminhamento para a rede de atendimento como Delegacia da Mulher, Centros de Referência, Ministério Público e Defensoria.

A Prefeitura alerta que importunação sexual é crime, com pena de um a cinco anos de prisão. Se encaixam no ato: Puxar o cabelo, segurar o braço e tentar beijar à força, entre outras atitudes de importunação.

Não deixe de curtir nossa página no Facebook e também no Instagram para mais notícias do JETSS