Entretenimento, Cultura e Lazer

Regina Duarte faz post com duras críticas ao PT e é confrontada por Patrícia Pillar

Está chegando próximo o dia da decisão de quem vai governar o país pelos próximos 4 anos e a disputa entre os partidários de Jair Bolsonaro, do PSL, e Fernando Haddad, do PT, só aumenta. Agora quem resolveu esquentar os debates políticos foram as veteranas Regina Duarte e Patrícia Pillar (ex esposa do presidenciável Ciro Gomes).

Isso porque, Regina resolveu postar em sua rede social seu apoio total à Jair Bolsonaro, do PSL, indo inclusive na contramão de alguns de seus colegas de emissora. A atriz, que em outras ocasiões já havia se posicionado contra o PT, e em apoio à Lava-Jato, usou as redes sociais nesta quinta-feira (11) para fazer novas críticas ao partido, que tem Fernando Haddad como candidato à presidência da república.

Em sua rede, a atriz compartilhou uma imagem que exibe o valor do salário mínimo, e logo abaixo, outra quantia com a indicação “Bolsa Presidiário”, uma referência ao ex-presidente Lula, que está preso em Curitiba-PR, mas continua sendo uma espécie de “mentor” e “aliado” de Haddad nessas eleições. A imagem ainda traz uma pergunta: “Tem certeza que o PT sabe governar?”.

Foi o suficiente para instigar a colega de emissora, Patrícia Pillar a tomar uma atitude contra o post de Regina. A atriz, que já foi casada com Ciro Gomes já havia assumido sua posição contra Bolsonaro, e resolveu confrontar o post de Regina.

“Com toda admiração e respeito que tenho por você Regina, faço aqui uma ponderação: de antemão te digo que nunca fui petista, minha preocupação é com o Brasil”, iniciou. “Mas você acha que a solução neste momento é votar em um candidato que nunca administrou uma rua sequer? Que se apresenta como salvador da pátria, mas não tem o menor conhecimento sobre economia, saúde e educação? A apologia à violência que ele prega só nos trará ainda mais violência. Violência esta que já pode ser sentida em nossas ruas. Falo aqui principalmente das minorias, pretos, pobres, LGBTIs, índios e etc. Um governo ruim pode ser trocado em quatro anos, mas a destruição do nosso tecido social poderá levar décadas. Pense nisso com carinho!”, finalizou.

Regina, no entanto, parece não ter “se intimidado” ou mudado a sua opinião, e seguiu compartilhando imagens com críticas a Haddad e ao PT, além de outras em que reforça o seu apoio a Bolsonaro.