Entretenimento, Cultura e Lazer

Eleições 2018: filha do falecido cantor Wando pode perder vaga na disputa ao Senado

Gabrielle Burcci, filha do falecido cantor Wando e pré-candidata ao Senado pelo PMB, questiona aliança do partido (Foto: Divulgação)
Gabrielle Burcci, filha do falecido cantor Wando e pré-candidata ao Senado pelo PMB, questiona aliança do partido (Foto: Divulgação)

Mais uma confusão envolve o Partido da Mulher Brasileira (PMB) para as próximas eleições no Rio.

Desta vez foi com a candidata Gabrielle Burcci, filha do falecido cantor Wando e pré-candidata ao Senado pelo PMB. Primeiro, foi o procurador Mendelssohn Kieling, que pediu a desfiliação e denunciou ao Ministério Público o fato de sua candidatura ao governo do Estado ter sido rifada para a legenda entrar na aliança de Anthony Garotinho, do PRP.

Agora, Gabrielle que foi aprovada em convenção para concorrer ao Senado, teme por sua candidatura. A filha do cantor Wando jura que Garotinho chegou a corteja-la para vice em sua chapa — e ela não aceitou. Mas, que depois, como o PRP fechou com outros partidos também, a disputa ao Senado acabou nas mãos de Eduardo Lopes, do PRB, e Walter Cristie, do Patriotas.

E, como são apenas duas vagas, o PMB teria perdido a oportunidade de entrar para concorrer. O partido não confirma a informação e chega a dizer que nada mudou. A chapa de Garotinho, até o momento, ainda não foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Eles tem até a meia-noite de hoje, quarta-feira (15) para entregar toda a documentação.