Entretenimento, Cultura e Lazer

Empresa pretende pagar cerca de R$ 54 mil para o candidato que aguentar ficar dois meses deitado

Parece mentira ou piada de mau gosto, mas é a mais pura verdade, dá para ganhar dinheiro dormindo! E não é pouca coisa! A proposta veio do Instituto Espacial de Medicina e Fisiologia de Toulose, na França, que está a procura de candidatos ao cargo. Os voluntários só devem estar dispostos a passar 70 dias deitados em uma cama com o propósito de ajudar em uma pesquisa sobre os efeitos da falta de gravidade no corpo humano. O salário? Nada mais que R$ 54 mil.

++ Pai realiza sonho das filhas de comerem fora mesmo sem poder pagar a própria refeição

++ Cansados de serem perguntados quando teriam filhos, casal realiza ensaio fotográfico com cachorro

“Durante as duas primeiras semanas, os cientistas vão desenvolver um conjunto de testes para os voluntários. Os selecionados devem passar sessenta dias deitados em uma cama com a cabeça ligeiramente inclinada para trás, a menos de seis graus” explicou Artaud Beck, um dos médicos responsáveis pelo programa de estudo.

Para muitos, o emprego seria um sonho, mas segundo o pesquisador — é um ‘trabalho bastante duro’. Já que muitos afazeres diários como tomar banho ou comer, por exemplo, devem ser feitos com pelo menos a mão ou o ombro ainda em contato com a cama. Sem contar que, assim como os astronautas, os voluntários poderiam perder densidade muscular e óssea.

Não deixe de curtir nossa página no Facebook e também no Instagram para mais notícias do JETSS