Entretenimento, Cultura e Lazer

Cory Monteith morreu por abuso de drogas – Exames divulgados hoje apontam heroína e álcool no corpo do ator.

De acordo com o site TMZ, Cory Monteith morreu de uma combinação letal de heroína e álcool, segundo comprovam os exames toxicológicos das autoridades canadenses divulgados nesta terça-feira, 16/07.

O Serviço da British Columbia realizou uma autópsia onde análises toxicológicas mostraram que o ator de 31 anos do seriado "Glee" veio a falecer devido a uma mistura de tóxicos "envolvendo heroína e álcool."

O corpo de Monteith foi descoberto por funcionários no Fairmont Pacific Hotel Rim em Vancouver, Canadá, em 13 de julho. Monteith tinha lutado contra o vício durante anos e tinha ido para a reabilitação no início deste ano. 

Os produtores da série "Glee", na qual Monteith ficou mundialmente conhecido, ainda não sabem o que fazer com o personagem. O romance de Finn com Rachel (Lea Michele) era um dos fios condutores da trama, o que ficou mais forte após a oficialização do namoro da vida real. Cory não apareceu nos três últimos episódios da quarta temporada, pois estava internado numa clínica de reabilitação, mas sua ausência na trama foi justificada pelos roteiristas.

Antes de morrer, Cory Monteith interpretou um viciado em drogas no longa "McCanick". No filme, que tem previsão de lançamento para este ano e está em fase de pós-produção, Cory interpreta Simon Weeks, um traficante que é preso por sete anos acusado de assassinato. Ao conseguir autorização para cumprir o restante da pena em liberdade condicional, ele se dedica a descobrir onde está o detetive que o prendeu.