Entretenimento, Cultura e Lazer

Cientistas alegam uma forma de proteger a ala masculina das “armadilhas” femininas.

Cientistas das universidades de Waseda e Kyushu, no Japão, afirmam ter descoberto uma forma de proteger a ala masculina das “armadilhas” femininas. Um antibiótico chamado minociclina, usado no tratamento de acne, mostrou ter o efeito colateral de ajudar na tomada de decisões mais racionais, o que deixa os homens menos suscetíveis aos encantos do sexo oposto. A pílula foi produzida após um recente estudo holandês constatar que homens têm a capacidade de raciocínio reduzida diante de mulheres bonitas. 

Na pesquisa, 98 voluntários foram divididos em dois grupos. Por quatro dias, um tomou minociclina e o outro, um placebo (pílula sem princípio ativo). Depois, foi feito um “jogo de confiança”, no qual cada participante recebeu 1.300 ienes (R$ 26) e tinha que decidir quanto daria a mulheres vistas apenas por foto. 

Depois de dar certa quantia à mulher da foto, o homem avaliava, de 0 a 10, o quanto ele achava que ela era “de confiança” (ou seja, se dividiria o dinheiro), e dava outra nota para sua beleza. A diferença foi clara entre os que tomaram minociclina e os que não tomaram. Moças menos atraentes receberam, em média, as mesmas notas dos dois grupos. Já as mais atraentes foram mais bem avaliadas tanto em beleza quanto em confiança pelos homens sem o antibiótico.

Estudos recentes também já mostraram que a minociclina melhora sintomas da esquizofrenia e da depressão.