Entretenimento, Cultura e Lazer

Barack Obama é reeleito presidente dos Estados Unidos – O democrata terá o desafio de recuperar os EUA nos próximos quatro anos.

O presidente Barack Obama foi reeleito na noite desta terça-feira 7, apesar de um desafio feroz do republicano Mitt Romney. Depois de semanas de apreensão e dúvidas sobre o resultado da eleição norte-americana, o presidente democrata Barack Obama finalmente pode comemorar. Ele foi reeleito e vai ficar mais quatro anos à frente da Casa Branca, com o vice Joe Biden novamente ao seu lado.

"Isso aconteceu por causa de você. Obrigado" Obama twittou para os seus seguidores e garantiu mais quatro anos na Casa Branca.

O presidente selou sua vitória em Ohio, Iowa, New Hampshire e Colorado, quatro dos nove Estados decisivos, onde os dois rivais e seus aliados duelaram em US $ 1 bilhão em comerciais de televisão para promover suas campanhas. Em última análise, o resultado da briga de uma campanha eleitoral parecia mais o status quo entre os dois principais partidos políticos. Os Democratas ganharam mais dois anos de controle do Senado, e os republicanos estam a caminho de fazer o mesmo na Câmara.

Romney tinha 45,2 milhões de votos, ou 49 por cento. Obama teve 45 milhões, também 49 por cento, com 65 por cento das zonas eleitorais apuradas.

A eleição surgiu como uma escolha entre duas visões muito diferentes de governo – seja ele com Romney ocupando o lugar na primeira fila  vidas americanas ou com Obama defendendo a iniciativa privada e o empreendedorismo.

Não foi fácil. Se em 2008 ele conseguiu mobilizar de formar surpreendente o eleitorado até se tornar o primeiro negro a governar os Estados Unidos, desta vez ele suou para garantir a maioria dos colégios eleitorais (são necessários os votos de 270 delegados, de 538, para um candidato ser considerado eleito ).

Em grande parte do tempo, Obama ficou empatado ou apenas alguns pontos na frente do republicano Mitt Romney nas pesquisas de intenção de voto.

Na disputa deste ano, o lema “change and hope” (mudança e esperança), que estampou os cartazes do democrata quatro anos trás, foi deixado de lado. Em seu lugar, Obama adotou um discurso baseado na confiança e pediu aos eleitores que reconhecesse seus feitos no primeiro mandato e lhe dessem mais tempo para recuperar o país. O governo de Obama foi fortemente marcado pelos efeitos da maior crise financeira da história recente, iniciada em 2008.