Entretenimento, Cultura e Lazer

Os cuidados específicos para a pele negra

No quesito de pele protegida naturalmente, quem sai na frente, são as mulheres negras. Em função delas terem um alto índice de melanina e colágeno, a pele fica mais protegida do sol – consequentemente, a pele se mantém jovem por um período maior.

Mas, como todas as peles, esse tipo de pele também precisa de cuidados especiais. Os mesmos benefícios que a genética favorece, também faz com que a pele sofra com manchas no rosto, oleosidade e foliculite.

Antes de entendermos como tratar e cuidar da pele, é necessário entender quais são as diferenças entre as peles, para assim entender as suas necessidades.

Saiba as diferenças entre a pele negra e a branca

A pele negra possui características próprias, diferentes da pele branca. Adélia Mendonça, especialista em dermocosméticos de alta performance, aponta que a principal diferença entre as duas tonalidades de pele é o alto nível de melanina e colágeno que a pele negra possui em relação a branca.

“É exatamente por isso que a pele negra fica mais elástica e resistente aos aspectos negativos do tempo, como linhas de expressão, rugas, flacidez e, até mesmo, celulite.  Já a pele branca, está mais vulnerável aos efeitos da radiação solar, e, por isso, tende a desenvolver rugas e aspectos de envelhecimento precocemente”, esclarece Mendonça.

++ Cosméticos falsificados colocam em risco a saúde

Além disso, a pele negra tem maior tendência a ser mais oleosa, o que pode ocasionar mais problemas como acnes, foliculites e ter maior predisposição a queloides. Também, por terem mais tonicidade e massa muscular, pessoas negras têm menos problemas com celulite e flacidez.

O cuidado básico que elas têm em comum é o uso do protetor solar diário FPS 30, mas ambas as peles precisam de outros cuidados como ingestão de uma quantidade adequada de água para manter a pele hidratada, uso de cremes e outros fatores.

Principais cuidados com a pele negra

A pele negra precisa de alguns cuidados específicos. Adélia Mendonça aponta que ela se rompe com mais facilidade, então é preciso tomar cuidados para evitar o surgimento de estrias e usar produtos indicados para evitar a disfunção. Além disso, muitos lasers não podem ser usados nesse tipo de pele, pois podem acarretar complicações como manchas e cicatrizes. Por isso, é imprescindível tomar cuidado ao escolher tratamentos para a pele, e sempre ser orientado por profissionais.

Outra característica importante é que a pele negra do rosto costuma ser mais oleosa e a do corpo mais seca, assim, é necessário usar produtos diferentes para cada parte do corpo. Para o rosto, produtos como hidratantes e anti-aging devem ser oil-free.

Adélia Mendonça lista alguns produtos imprescindíveis na rotina skincare de uma pele negra:

Protetor solar – esqueça esse discurso de que a pele negra não precisa de protetor, isso é MITO. Assim como a pele clara, a proteção é a mesma. Além de proteger, o filtro solar ajuda a clarear as manchas causadas pelo sol e deixa a pele hidratada.

Cremes anti-idade – “A pele negra tende a ser mais oleosa e isso pode ocasionar acne e foliculites”, comenta a especialista. Dessa maneira, a partir dos 40 anos, as mulheres já podem começar a usar cremes para combaterem as rugas e linhas de expressão.

Esfoliantes – Para retirar a pele morta e as impurezas, é essencial fazer uma limpeza durante o banho com um creme esfoliante. Ele ajuda a deixar a pele com um aspecto mais liso e suave.

É necessário salientar que a procura por um profissional especializado, para avaliar as necessidades da sua pele e quais os produtos e marcas mais indicados, é imprescindível.

Não deixe de curtir nossa página no Facebook e também no Instagram para mais notícias do JETSS