Entretenimento, Cultura e Lazer

Mitos e verdades sobre o uso do protetor solar

 

Você sabe a importância do uso do protetor solar para a saúde? Muitos não sabem, mas, no Brasil, o câncer com maior incidência é o de pele. A doença corresponde a 30% dos tumores malignos diagnosticados, segundo dados do Instituto Nacional de Câncer (INCA).

++ 15 utilidades do soro fisiológico que você não conhecia

Por este motivo, a preocupação com a proteção da pele e a importância do uso do protetor solar, precisa ser do conhecimento de todos. A falta de informação e o uso errado do produto, fazem com que as pessoas não saibam direito como usar e acabem cometendo erros irreparáveis.

Além disso, muitos mitos e verdades circulam nas redes sociais que passam de boca em boca e acabam impedido que as pessoas acertem no uso do filtro solar.

Pensando nisso, selecionamos 7 mitos, 6 verdades, e 2 meias verdades sobre o uso do filtro solar, confira:

  1. Passar filtro com a pele molhada pode diminuir a eficácia da proteção. Verdade! Ao entrar em contato e se misturar com a água, o cosmético é diluído e acaba perdendo parte da sua proteção
  2. Não é preciso passar filtro solar em duas nublados. Mito! Em dias nublados, 80% da radiação solar pode chegar na superfície da Terra
  3. Filtro solar previne o envelhecimento. Verdade! O envelhecimento resulta da combinação das ações dos raios ultravioletas do sol e dos fatores genéticos
  4. Usar maquiagem com fator de proteção solar é o mesmo que usar filtro solar. Mito! Nunca uma base será suficiente para substituir o filtro. Isso porque, normalmente, o FPS presente nesses produtos é muito baixo
  5. Quanto mais alto o fator de proteção solar (FPS) do filtro, mais segurança trará para a pele. Verdade! O FPS do filtro mostra o tempo que sua pele aguentará a exposição solar sem se queimar. Quanto maior este FPS, maior será este tempo
  6. É necessário passar filtro solar no rosto mesmo se vou ficar somente em ambientes fechados. Verdade! As luzes fluorescentes, devido à emissão da luz visível, podem piorar as doenças que causam manchas e escurecimento da pele
  7. Protetor solar causa acne. Meia verdade! O que causa espinhas é a base oleosa de alguns filtros solares. Por isso, antes de escolher qual produto será usado para fazer a proteção, é necessário encontrar o melhor cosmético para o seu tipo de pele
  8. Boné ou viseira já bastam para proteger do sol. Mito! Eles podem ajudar bastante, especialmente se forem feitos com material que contenham proteção UV, mas não substituem o filtro
  9. É preciso reaplicar o produto mais de uma vez por dia. Verdade!Os filtros solares vão diminuindo seu efeito com o passar das horas. Segundo o Consenso Brasileiro de Fotoproteção, elaborado pela Sociedade Brasileira de Dermatologia, os produtos devem ser reaplicados a cada duas horas
  10. Na praia ou piscina, só é necessário reaplicar o protetor se entrarmos na água. Mito! O filtro solar não atua durante todo o dia e reaplicá-lo é extremamente necessário, ainda mais quando entramos em contato com a água
  11. Filtros em spray são tão eficientes quanto os de creme. Meia verdade! Os filtros em spray são ideais para serem aplicados em couro cabeludo e em áreas pilosas do corpo
  12. Os filtros não têm poder de proteção maior que FPS 30. Mito! Quanto maior o valor do FPS, maior a porcentagem de proteção solar
  13. Não faz diferença nenhuma aplicar o filtro solar antes de sair de casa ou ao chegar na praia. Mito! O correto é passar o protetor solar, pelo menos, 15 minutos antes de sair de casa para que a pele tenha tempo de absorvê-lo
  14. Os filtros solares são à prova de água. Mito! Existem filtros solares resistentes, mas não à prova de água
  15. Existem filtros solares próprios para quem vai se exercitar na água. Verdade! Os filtros mais resistentes a água são os filtros físicos, que possuem cor visível. O filtro deve conter dióxido de titânio e óxido de zinco e ser em creme, mousse ou pasta e nunca fluidos.

Não deixe de curtir nossa página no Facebook e também no Instagram para mais notícias do JETSS