Entretenimento, Cultura e Lazer

Líderes europeus endurecem restrições contra segunda onda do Coronavírus: “Fora de controle”

Os líderes europeus estão lutando para limitar o aumento de infecções na região, com governos impondo restrições e bloqueios, em um esforço para conter a segunda onda da Covid-19.

++ Covid-19 pode afetar cérebro até mesmo de pacientes mais leves, segundo pesquisa brasileira

Nas últimas semanas, aFrança declarou estado de emergência, o Reino Unido está se aproximando de um segundo bloqueio nacional e a Alemanha introduziu uma série de novas regras para reduzir a taxa de infecções.

A Europa já tem mais de 7,5 milhões de casos confirmados do vírus, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), e as hospitalizações estão aumentando  a um ritmo preocupante.

O economista da Pantheon Macroeconomics, Ian Shepherdson, caracterizou o aumento dos casos na Europa como uma situação “fora de controle”, mesmo quando comparado aos EUA, o país com o maior número de casos, 11.801, de acordo com dados da Universidade Johns Hopkins.

Portugal em estado de calamidade

O Governo decidiu, em conselho de ministros, declarar o estado de calamidade em todo o território nacional, implementando uma série de medidas para reduzir a evolução grave da pandemia da Covid-19 em Portugal, no mesmo dia em que se registaram mais de dois mil casos diários.

O primeiro-ministro, António Costa disse que “sentiu muito claramente que era preciso haver um abanão na sociedade” e não descarta a aplicação de medidas mais rigorosas. “Se posso jurar de pés juntos que não serão dados passos dramáticos? Não posso. É uma questão de bom senso”, afirmou.

Estado de emergência em França

O governo francês declarou estado de emergência quando o país viu as hospitalizações de Covid-19 ultrapassarem o limite de 9.100 pela primeira vez desde 25 de junho, segundo a Reuters. Os novos casos confirmados de coronavírus na França atingiram os 22.591 na quarta-feira. O estado de emergência dá às autoridades mais poder para lidar com a disseminação do vírus.

O presidente francês, Emmanuel Macron, anunciou que nove das maiores cidades do país, incluindo Paris, terão que cumprir um toque de recolher das 21h às 6h. Uma medida que começa sábado, vai durar quatro semanas e significa que os moradores dessas cidades não poderão sair durante esse período, exceto em circunstâncias extraordinárias.

Alemanha endurece regras

A Alemanha também anunciou novas regras. Os estados alemães podem decidir a sua própria estratégia para conter o aumento dos casos, o que levou a variações das regras de estado para estado.

Resumindo os complexos critérios de medidas, o economista Greg Fuzesi, do JPMorgan, disse que agora se espera que os municípios aumentem as restrições se as novas infecções ultrapassarem os 35 casos por 100 mil habitantes em sete dias.

Nesse caso, as reuniões privadas devem ser limitadas a 25 pessoas em espaços públicos e 15 em espaços privados e os estados têm de aplicar requisitos adicionais de uso de máscara, implementar horários de encerramento mais cedo em bares / restaurantes e impor limites ao número de participantes em eventos públicos.

Reino Unido considera segundo bloqueio

O governo do Reino Unido introduziu um novo sistema de nível de alerta Covid-19 no início desta semana, com a cidade de Liverpool e as suas áreas suburbanas designadas como de risco “muito elevado” e colocadas sob rígido bloqueio local. As famílias na área não podem juntar-se em ambientes fechados ou ao ar livre, e os ginásios, centros de lazer e casinos estão fechados. Pubs e bares também têm de encerrar a menos que sirvam comida.

Não deixe de curtir nossa página no Facebook e também no Instagram para mais notícias do JETSS