Entretenimento, Cultura e Lazer

Quais são as espécies de animais imunes ou suscetíveis à Covid-19?

Os suínos e as aves não são suscetíveis à infecção pela pandemia de covid-19, segundo estudos experimentais, mas “várias espécies animais” correm esse risco natural, divulgou nesta quarta-feira (30) a Direção-Geral de Alimentação e Veterinária (DGAV).

++ Três em cada quatro adultos querem ser vacinados contra a Covid-19, aponta estudo

“A atual pandemia de covid-19 está sendo sustentada através da transmissão de humano para humano. As infecções animais com SARS-CoV-2 foram relatadas por vários países, sendo que várias espécies animais são comprovadamente suscetíveis à infecção por SARS-CoV-2 naturalmente ou por infecção experimental”, diz o documento divulgado hoje pela DGAV, suportado em orientações técnicas da Organização Mundial de Saúde Animal (OIE).

Nesta informação, a DGAV notou que, segundo estudos experimentais, os suínos e as aves não são suscetíveis à infecção, ressaltando que são necessários mais estudos para compreender como é que as diferentes espécies animais podem ser afetadas pelo vírus.

“É importante monitorizar as infecções em animais para compreender o impacto na saúde animal, humana e biodiversidade”, diz o documento.

No entanto, a DGAV ressaltou que avaliações, estudos e investigações epidemiológicas “não sugerem que animais vivos ou produtos animais desempenham qualquer papel na infecção” por SARS-CoV-2.

As espécies que apresentam suscetibilidade alta de infecção experimental são os furões, morcego-da-fruta-egípcio, hamsters sírios dourados e macacos. Os gatos domésticos têm uma suscetibilidade alta de infecção experimental ou natural, enquanto os tigres e leões revelam uma vulnerabilidade alta por infecção natural. Por último, os cães revelaram ter uma sensibilidade baixa à infecção natural e experimental.

Já no que se refere à transmissão, gatos, furões, hamsters e morcegos-da-fruta-egípcios podem transmitir o vírus entre a própria espécie, enquanto tigres e leões podem passar a infecção entre animais. O documento revelou ainda que suínos, aves e cães não transmitem o vírus.

“As informações sobre cadeias de transmissão do SARS-CoV-2 entre animais são limitadas. No entanto, como em outros vírus respiratórios, parece ser transmitido aos animais e entre animais por contato direto”, sublinhou.

Não deixe de curtir nossa página no Facebook e também no Instagram para mais notícias do JETSS