Entretenimento, Cultura e Lazer

EUA e Europa: Mortes por Covid-19 poderão aumentar significativamente no Inverno

Segundo as últimas projeções do Instituto de Métricas e Avaliação em Saúde (IHME na sigla em inglês) da Faculdade de Medicina da Universidade de Washington, nos Estados Unidos, as mortes por covid-19 poderão aumentar para 410.451 até ao final de 2020, nos EUA. Na pior das hipóteses, poderá haver 620.029 mortes, de acordo com as estimativas.

++ Covid-19: Vírus pode levar de 30 a 36 dias para desaparecer do corpo

A diferença entre o cenário esperado e o cenário mais pessimista deve-se ao grau de diligência das autoridades em impor a utilização de máscaras e o distanciamento social, de acordo com o relatório do IMHE.

“As pessoas no hemisfério norte devem estar especialmente vigilantes à medida que o Inverno se aproxima, uma vez que o novo coronavírus, tal como a pneumonia, será mais dominante nos climas frios”, disse Christopher Murray, diretor do IHME, no relatório.

Não há qualquer menção ao impacto que uma nova vacina contra a covid-19 poderia ter sobre a propagação no relatório do instituto americano.

A nível mundial, o IHME prevê 2,8 milhões de mortes até 1 de Janeiro de 2021 – cerca de mais 1,9 milhões a partir de agora até ao final do ano. As mortes diárias em Dezembro poderão atingir as 30.000.

“Estamos perante a perspectiva de um Dezembro mortífero, especialmente na Europa, Ásia Central e Estados Unidos”, indica ainda o diretor do instituto. “Mas a ciência é clara e as provas irrefutáveis: o uso de máscara, o distanciamento social e os limites aos ajuntamentos são vitais para ajudar a prevenir a transmissão do vírus”.

Vale ressalvar que os esforços para modelar a propagação do vírus, e quantas pessoas poderá atingir fatalmente, são altamente consideráveis e podem oscilar amplamente com base em que pressupostos são contabilizados a nível matemático. Por vezes, projeções chegam a ser descartadas.

Não deixe de curtir nossa página no Facebook e também no Instagram para mais notícias do JETSS