Entretenimento, Cultura e Lazer

Como saber se é fome real ou emocional?

Um dos principais obstáculos da dieta pode ser a fome emocional, que aparece quando você tem mais tempo livre, como nesta quarentena, e pode levá-lo a consumir mais calorias do que deveria. 

A fome emocional é descrita como uma tentativa de preencher as lacunas psicológicas com comida, em oposição à física, que é quando os nutrientes necessários para o corpo começam a faltar. 

Especialistas no assunto afirmam que a fome tem vários tipos. Além desses dois, há também a fome dos sentidos, que é produzido através do olfato, por exemplo, e uma outra que é quando o corpo pede para um alimento específico, como uma salada, quando falta nutriente. 

Como diferenciar 

Uma maneira de acabar com isso é simplificar os alimentos. Ou seja, se perguntando se o que é ingerido realmente beneficia o corpo, por que está sendo feito, se é a porção correta ou se é sobre fome física. 

++ Confira qual a rotina ideal de exercícios para tonificar o corpo em casa

Isso aparece quando você está cansado, estressado, de mau humor ou com muito tempo livre para fazer várias perguntas a si mesmo; portanto, identificar completamente esses momentos na quarentena ajudará você a escolher melhor sua dieta. 

Outra de suas características é que a fome é urgente e repentina, levando ao desespero, enquanto a fome física é progressiva e paciente. Isso o leva a desejar alimentos específicos, que geralmente têm alto teor de gordura, sal e açúcar. 

Da mesma forma, não importa quanto você come, você pode não estar satisfeito. Isso acontece porque, mais do que cuidar do estômago, é preciso cuidar das emoções para voltar ao equilíbrio, pois, algumas vezes, depois de tentar preencher essa falta, começa um sentimento de culpa. 

Soluções 

As recomendações para corrigir isso são além de procurar um nutricionista para ajudá-lo a melhorar seu relacionamento com os alimentos, estabelecer seu cardápio diário a cada quatro horas, optar por mais opções saciantes e fazer exercícios físicos, ou seja, ter uma alimentação saudável e a prática de exercícios físicos. 

É importante lembrar que as informações aqui passadas têm caráter informativo, e não substituem o aconselhamento e acompanhamentos de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas.

Não deixe de curtir nossa página  no Facebook  e também no Instagram para mais notícias do JETSS.